Um homem foi encontrado morto na quarta-feira (12), na cidade de Girau do Ponciano, próximo a uma chácara na zona rural do município, localizado no Agreste de Alagoas. A vítima foi identifica como Geraldo dos Santos, de 46 anos de idade,  o corpo da vítima estava irreconhecível, com sinais de tortura. Geraldo estava com várias partes do corpo esquartejadas, seu órgão genital, sua orelha e sua cabeça foram decepadas, estava com as mãos amarradas também. A cabeça da vítima foi colocada dentro do seu abdômen. Ele foi encontrado por moradores da região, que ficaram chocados ao avistarem a cena horrível.

Segundo informações da Rádio FM Arapiraca, o homem foi levado de sua casa, que fica no bairro Cititus, por volta das 2 horas da madrugada de quarta-feira (12).

Publicidade
Publicidade

Segundo a Rádio ele morava só e foi levado de sua residência por pessoas ainda não identificadas. Segundo uma mídia local relatou, um policial da Polícia Militar informou que Geraldo se parecia muito com um acusado de ter assassinados seus dois filhos em Pernambuco. Na manhã de sexta-feira (14), a polícia recebeu um #Vídeo através das redes sociais, do esquartejamento, nas imagens aparece a vítima sendo assassinada por duas mulheres, elas usam um pedaço de pau enquanto a vítima está com suas mãos amarradas e deitada de bruços, com um corte profundo na região do abdômen.

Em seguida elas colocam a vítima de barriga para cima e continuam o espancamento. Nas imagens aparece Geraldo com o pescoço ensanguentado, atingido por vários golpes de arma branca e com várias partes do corpo cortadas. Quase no final do vídeo, uma das mulheres começa a abrir a barriga da vítima com uma faca, durante toda a gravação elas estão sempre rindo e conversando. 

Segundo o portal de notícias TNH1, que conversou com o delegado do 3º Batalhão da PM de Arapiraca, por telefone, o vídeo circula pelo WhatsApp e o caso foi registrado no ferido do dia (12), mas o delegado não pode afirmar que se trata do mesmo assassinato.

Publicidade

A polícia abriu um inquérito para investigar o assassinato e está trabalhando para encontrar os autores do #Crime mais rápido possível.

Veja abaixo o momento em que as mulheres esquartejam o homem:

#Casos de polícia