Um garoto de apenas 13 anos morreu depois de aceitar um desafio imposto por colegas durante uma partida do jogo “League of Legends” pela internet. O vídeo do enforcamento foi transmitido em tempo real para os amigos da vítima, que alertaram a família do adolescente, ao notarem que o rapaz estava desacordado.

O corpo de Gustavo Detter foi encontrado, pendurado, logo em seguida por uma prima, que acionou o socorro médico. Ele chegou com vida ao hospital, mas morreu menos de 24 horas depois. O caso aconteceu na noite de sábado, 15 de outubro, na casa do pai do rapaz, na cidade de São Vicente, no litoral de São Paulo.  

Segundo informações, pelas regras do jogo do qual Gustavo fazia parte, cada vez que um participante perdia uma partida era obrigado a cumprir o desafio do #Choking Game, que consiste em se asfixiar até perder os sentidos.

Publicidade
Publicidade

Durante o ato, o jovem teria se pendurado em uma corda fixada ao teto, utilizada para prender um saco de boxe.

O vídeo do enforcamento teria sido transmitido em tempo real para os três colegas que participavam do jogo. Um deles teria escrito a frase “O Gustavo vai se enforcar de novo” durante a ação, sinal de que essa não seria a primeira vez que o jovem teria se enforcado.

O tio da vítima lançou um alerta aos pais para que tenham cuidado com o que seus filhos fazem na internet. Ele acredita que o sobrinho tenha sido induzido a se enforcar pelos participantes do jogo.

Vídeos de enforcamento

Pela internet, vários vídeos de jovens se enforcando durante a brincadeira conhecida como “Choking Game” se espalharam. Esse tipo de ação acontece até mesmo dentro das escolas. Algumas vezes, as vítimas são sufocadas pelos colegas que utilizam as próprias mãos para causar um desmaio.

Publicidade

Esse tipo de brincadeira pode trazer consequências sérias e até mesmo causar a morte das vítimas em poucos minutos, uma vez que com o sufocamento ocorre a diminuição drástica da passagem de oxigênio pelo cérebro, ocasionando parada cardíaca e até mesmo traumatismo craniano como consequência do desmaio #Jogo do enforcamento #Casos de polícia