Um #Vídeo que vem circulando nas redes sociais mostra uma transexual de 21 anos, implorando por socorro no chão de um hospital mesmo depois de ser esfaqueada, a jovem continuou sendo agredida no interior na unidade de saúde. Saibam mais aqui.

De acordo com o portal de notícias online G1, o caso aconteceu na cidade de Maiquinique, localizada no sul da Bahia, neste domingo (16). De acordo com as investigações um grupo de moradores não aceitou a presença da transexual e seu companheiro em uma praça da cidade e partiu para as agressões.

Vídeo auxiliou a polícia a identificar os suspeitos de homofobia

De acordo com delegado da Polícia Civil responsável pelo caso, Irineu Andrade, foi através das imagens do vídeo que circulam nas redes sociais, os suspeitos pelo #Crime foram identificados, contudo encontram-se foragidos.

Publicidade
Publicidade

Irineu disse que o caso está sendo investigado como #Homofobia, segundo ele a transexual e seu companheiro andavam de mãos dadas em uma praça da cidade, quando foram hostilizados por um grupo que estava no local.

Transexual foi esfaqueada várias vezes

A polícia informou que o grupo pediu que o casal deixasse a praça, alegando que aquele local era um lugar de família. Neste momento a transexual revidou as agressões verbais e deixou o local com seu companheiro. Contudo, segundo o delegado, pouco tempo depois a vítima passou sozinha pelo local e foi atacada por um casal e por outras pessoas que estavam na praça.

Ao que parece ela foi caiu em uma emboscada, de acordo com a polícia, um homem desferiu algumas facadas na transexual que mesmo caída no chão, levou mais golpes de faca de uma mulher, amigos do casal de agressores também se envolveram na confusão.

Publicidade

Transexual se arrastou até o hospital em busca de socorro

No vídeo é possível ver a jovem muito ferida, no chão do Hospital Municipal de Maiquinique, envolta em sangue. Neste momento mesmo debilitada ela continua sendo agredida covardemente por uma mulher com tapas e chutes enquanto aguardava socorro.

De acordo com informações da polícia, a vítima foi transferida para o Hospital da cidade de Itapetinga e teve alta na manhã desta segunda-feira (17). 

Até o momento ninguém foi preso.

ATENÇÃO IMAGENS FORTES - Assista o vídeo das agressões aqui: