Seis indivíduos envolvidos em um assalto a uma agência de uma cooperativa de crédito, Sicredi, no bairro Vila Operária, em Rondonópolis, a 218 Km de Cuiabá/MT, foram mortos na segunda-feira (10), durante trocas de tiros com polícias do GOE (Grupo de Operações Especiais). Segundo informações da Secretaria de Segurança, logo após o assalto os assaltantes foram localizados em uma casa, localizada na Rua José Barriga, no bairro Jardim Nilmara. Segundo informações policiais, assim que a polícia chegou ao local, os criminosos reagiram e ouve uma intensa troca de tiros, como mostra um vídeo feito por um morador que gravou toda a ação.

Veja o #Vídeo abaixo, no momento exato da troca de tiros entre a polícia e os bandidos:

Durante a troca de tiros, seis dos sete criminosos morreram no local, já o outro foi baleado e encaminhado para o hospital da cidade.

Publicidade
Publicidade

Segundo os policiais, os criminosos eram da cidade de Primavera do Leste, a 239 Km de Cuiabá. Na residência onde estava os indivíduos, os policiais apreenderam o dinheiro roubado e duas armas de fogo.

O roubo

As imagens de vídeo-monitoramento mostram que dois dos suspeitos ficaram do lado de dentro da agência bancária, enquanto a terceira pessoa entra armada pela porta giratória. Já o restante do grupo ficou do lado de fora da agência para dar cobertura à ação. Um bandido chegou a dar murro no vigia e o rendeu, em seguida anunciou o assalto. Todos os clientes e funcionários que estavam na agência foram feitos de reféns, enquanto os ladrões pegavam o dinheiro dos caixas.

Veja abaixo o vídeo 1 de toda a ação dos bandidos na agência bancária:

Vídeo 2 na agência bancária:

Quadrilha identificada

A quadrilha, composta por sete integrantes, que assaltou uma cooperativa de crédito na segunda-feira (10), foi identificada, segundo o portal de notícias G1/MT.

Publicidade

Os indivíduos foram identificados sendo o menor J.P.C.S. de 17 anos de idade, Kaique Oliveira, 18, Thiago, 21, Mateus Back, 31, Carlos Fontaneli, 21, e Douglas da Silva Nunes, 24. Já o sétimo criminoso, foi identificado como Marcos Antônio, 20, que sobreviveu durante a troca de tiros.

Segundo o portal G1/MT, um dos criminosos mortos durante o confronto, Thiago, foi preso em 2013 na operação "Porto Estrela", por ter sequestrado uma filha de um policial de 20 anos, na época. O outro que também morreu no confronto, Kaique, tinha várias passagens pela polícia, receptação, rouba a mão armada e corrupção de menores em Rondonópolis. #Crime #Casos de polícia