Se passaram 48 dias desde que foi publicado o vídeo que mostra Samuel A. Gomes, de 18 anos, sendo brutalmente espancado por Jhonny C. H. Belluzzo, de 19 anos, e o agressor ainda não voltou a trabalhar. Jhonny foi filmado agredindo Samuel depois que a vítima urinou no seu carro. O vídeo foi postado na internet e ganhou grande repercussão nas redes sociais. O agressor ficou conhecido em todo o país, existindo uma revolta grande contra o ato covarde dele. Jhonny teve a vida totalmente transformada, entrou em depressão, teve que trancar o semestre da faculdade, saiu do trabalho e, segundo sua mãe, ele não sai de casa e está vivendo os reflexos daquele trágico dia.

Publicidade
Publicidade

Ele foi ameaçado por diversas pessoas nas redes sociais, que ficaram revoltadas com a #agressão covarde dele para com a vítima. Ele está respondendo por tentativa de homicídio juntamente com Alessandro R. M. Júnior, de 21 anos.

Segundo a família, Belluzzo está doente e não consegue retomar a rotina, está arrependido e em depressão extrema. A mãe diz que ele é um homem trabalhador, não uma porcaria, que sempre estudou para conquistar as coisas dele e que vai pagar pelo erro na justiça. A mãe teve que procurar ajuda médica não só para o filho, mas também para ela, que foi diagnosticada com esgotamento mental.

Relembre o caso

O ato de violência aconteceu em setembro e o vídeo foi parar no Facebook já em outubro gerando grande repercussão por todo o país. Depois que o vídeo se tornou viral, Jhonny começou a ser ameaçado de morte por pessoas que falavam que queriam fazer justiça com as próprias mãos.

Publicidade

Belluzzo, que teve a ajuda de Alessandro no espancamento de Samuel, desferiu socos, chutes e pontapés no jovem, mesmo depois de este estar caído no chão. Eles deram como motivo do espancamento o fato da vítima ter urinado no carro do agressor.

Jhonny chegou a publicar um vídeo nas redes sociais falando que sua vida se tornou um verdadeiro inferno e pedindo perdão à vítima. Disse que foi uma atitude impensada na hora da ira, mas que não queria fazer mal a Samuel.

Assista o vídeo em que Jhonny pede perdão pela agressão covarde:

Os agressores foram presos e liberados sob fiança e vão responder ao #Crime em liberdade.

Deixe um comentário, sua opinião é importante para este site.