O clima no Rio de Janeiro graças à crise econômica é dos piores. O governador do estado, Luiz Fernando Pezão, tenta criar medidas para diminuir alguns tributos pagos aos servidores. Os inativos, por exemplo, podem ter redução salarial de até 30%. Isso, é claro, acabou criando muita revolta. Desde a manhã desta quarta-feira, 16, manifestantes tentam invadir a Assembleia Legislativa do Estado (Alerj), que está a aprovar ou não o pacote do governador, que neste ano ficou mais de um mês afastado graças a um câncer. Uma das pessoas que estava no local acabou agredida. Ela é o repórter e apresentador da Rede Globo de Televisão, Caco Barcellos.

Vídeos e fotos publicados na internet mostram o momento em que o representante do 'Profissão Repórter' acabou agredido.

Publicidade
Publicidade

No fim desta reportagem, você pode ver um desses vídeos, que mostra Caco com cara de muita dor e pressionando a cabeça. Não dá para ver nenhum ferimento na região, mas os manifestantes gritavam palavras de ordem contra Barcellos e também à TV Globo, que em momentos como esse costuma ser hostilizada. Manifestantes acusam o casal de defender o governo e as medidas que seriam contra os servidores. Durante todo o dia, a emissora exibiu flashes da manifestação. A maioria das entradas ao vivo foi feita de helicóptero.

O jornalista foi atingindo por um cone de trânsito, na altura da Avenida Erasmo Braga. Ele estava sendo perseguido por alguns servidores, que não aceitavam que o profissional continuasse ali. Em outro momento, segundo informações do jornal Extra, um repórter de 'O Globo' também foi agredido.

Publicidade

No momento da agressão, ele mexia em seu celular, passando informações para a redação. Em nota, a Rede Globo diz que repudia qualquer tipo de hostilidade que impeça a transmissão da notícia ao espectador e diz que esse era o objetivo de Caco no local.

Veja abaixo o vídeo que mostra toda a confusão registrada no Rio de Janeiro. O flagrante da pancada na cabeça pode ser visto na foto do Extra, que está na capa desta reportagem.

#Crime