Cenas impressionantes registradas por câmeras de segurança de um estabelecimento comercial na região da Grande Natal, no Rio Grande do Norte, flagraram o exato momento em que um homem atira à queima-roupa em um desafeto.

A vítima morreu na hora. O #Crime ocorreu no último dia 2 e as imagens foram divulgadas nesta terça-feira (8), pela equipe da 1ª Delegacia de Polícia Civil de Parnamirim, cidade pertencente à região metropolitana de Natal. O intuito do compartilhamento das imagens é ajudar na identificação e buscas ao assassino.

O vídeo, que tem 20 segundos, mostra um bar repleto de clientes espalhados em várias mesas. Um homem de camisa branca e calça de cor escura entra a passos rápidos e se desloca diretamente na direção de seu alvo, um homem que está sentado de costas para o assassino, no fundo do bar.

Publicidade
Publicidade

Ele saca a arma e rapidamente executa um rapaz.

A vítima é Anderson da Silva Gomes, de 23 anos de idade, que recebe seguidos tiros na cabeça e à queima-roupa. O acompanhante de mesa da vítima se desespera e tenta se proteger como pode. Na confusão pessoas caem e derrubam cadeiras.

Os disparos ocorreram no final da noite, por volta de 23h40 daquele feriado de finados e gerou pânico e correria no interior do bar, localizado no bairro Monte Castelo.

Depois que deu os tiros, o assassino colocou a arma na cintura e saiu andando calmamente. Populares afirmaram em depoimento que ao sair do estabelecimento o criminoso partiu em uma moto.

Nilson Martins, delegado titular da 1ª Delegacia de Polícia Civil de Parnamirim e responsável pelas investigações, afirma que conta com a ajuda da população para a polícia chegar até autor do homicídio.

Publicidade

Ao sair de cena, o cenário no bar continua de pavor. A vítima chega a ser socorrida pelos fregueses, que chamaram uma ambulância. O resgate encaminhou Anderson para um hospital, mas ele já estava em óbito antes mesmo de ser removido.

Pelas imagens, é possível ver que o assassinato ocorreu na presença de pessoas de várias faixas etárias, inclusive crianças.

#Investigação Criminal