Na noite do último domingo (20), um cadáver foi encontrado dentro de um poste de ferro no Setor Jardim Europa, em Goiânia. Os moradores locais começaram a sentir um cheiro desagradável e chamaram o corpo de bombeiros para averiguar a situação. O poste, que é usado para sustentar redes de alta tensão, basicamente para transmitir eletricidade, estava caído no canteiro central da Avenida Viena. O objeto oco possui uma abertura embaixo por onde o corpo ainda não identificado foi colocado.

Segundo a Polícia Civil, que investiga o #Crime, quando os bombeiros chegaram encontraram o corpo já em estado avançado de decomposição. O delegado Francisco Costa Júnior esteve no local para coordenar a operação e disse não saber como a pessoa foi parar lá dentro, uma vez que a abertura embaixo do poste é bastante estreita.

Publicidade
Publicidade

Segundo a polícia e os investigadores, a suspeita é de que o indivíduo tenha morrido há pelo menos quinze dias.

Alguns moradores da região já haviam chamado o corpo de bombeiros anteriormente, mas os oficiais acabaram decidindo por uma não intervenção. Diante da piora do mal cheiro, os agentes foram acionados mais uma vez e tiveram que serrar o poste para averiguar o que estava lá dentro. Para a surpresa deles, não se tratava de um animal morto, ou outra coisa que pudesse estar causando o odor, mas sim de um corpo.

Além da polícia, peritos estiveram na região para poder investigar a situação. Eles recolheram os restos mortais que foram levados para o Instituto Médico Legal (IML). O corpo deverá passar por analise dos médicos legistas e do pessoal do serviço de identificação. Provavelmente por se tratar de um estado avançado de decomposição, a análise deverá basear-se na arcada dentária do indivíduo.

Publicidade

O serviço de necropsia fechará o laudo, para que a família, se houver, possa sepultar o corpo.

A polícia não informou sobre possíveis suspeitas de quem poderia ter cometido o crime, ou possíveis motivações para tal. Os moradores também não comentaram sobre o ocorrido, e aparentemente ninguém saber dizer como o caso estranho aconteceu. #Investigação Criminal