Uma acidente envolvendo veículos militares da Aeronáutica acabou provocando feridos e muito congestionamento nesta quarta-feira (30), na Avenida #Brasil, principal via de acesso à cidade do Rio de Janeiro.

Os caminhões militares do setor de Infantaria estavam trafegando em esquema de comboio quando a batida ocorreu. O eixo dianteiro de um dos caminhões se soltou com o impacto da colisão e ficou pendurado na divisão da pista seletiva, localizada na Zona Oeste do município.

O #Acidente ocorreu por volta das 6 horas da manhã, na altura do bairro Coelho Neto, na Zona Norte. Segundo as autoridades militares, o comboio estava indo em direção à Base Aérea do Galeão.

Publicidade
Publicidade

Houve 25 feridos, todos militares, que receberam os primeiros socorros no local, para depois serem encaminhados Hospital Albert Schweitzer. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde do Rio, eles estão em estado estável, e 10 já tiveram alta, enquanto 15 militares permanecem internados. Destes, um homem encontra-se em estado mais crítico e inspira cuidados intensivos.

Homens de dois quartéis do Corpo de Bombeiros precisaram se deslocar até o local da colisão para ajudar nos resgates. Participaram da operação as equipes de socorristas de Guadalupe e Irajá. Eles trabalharam de forma integrada não só para remover os feridos como para retirar as viaturas, algumas tombadas.

Por causa da batida, o trânsito ficou intenso na região, chegando a alcançar mais de 5 quilômetros de lentidão, na pista próxima a Irajá, e 7 quilômetros no trajeto sentido Centro.

Publicidade

Equipes com guinchos da Prefeitura também estiveram no local e a partir das 8h30 iniciaram a operação para retirar um caminhão tombado da via. A remoção só foi possível após a chegada de um reboque maior, que arrastou o veículo.

O problema acabou invadindo a rede social twitter, onde na manhã desta quarta-feira (30) a hashtag ‘aeronáutica’ acabou no topo dos temas mais falados.

Inicialmente, foi dada a informação de que se tratavam de caminhões do Exército, mas, logo depois, a imprensa retificou os dados.