#Gianpierro Rosmo se casou em Goiás, na cidade de Pirinópolis, fazendo uma festa de luxo para cerca de 600 convidados. O #Casamento mostrou desde uma decoração luxuosa até bebidas caras, como champanhe francês, e o noivo só esqueceu que ele é condenado pela Justiça. Rosmo causou um acidente que resultou na morte de uma pessoa e foi condenado a pagar a quantia de R$ 1,3 milhão para ajudar a família da vítima. Mas ele não pagou, alegando que não teria bens em seu nome para que pudesse quitar a dívida. O casamento de #luxo provou o contrário.

As fotos do casamentos "ostentação" e os presentes dos convidados chamaram a atenção do juiz que concluiu que Rosmo teria condições de pagar a dívida de indenização.

Publicidade
Publicidade

Imagens do casamento nas redes sociais comprovaram que tudo foi muito bonito e de bom gosto.

Após o juiz Fábio Martins de Lima ver as cenas da grande festa pela internet, ele tomou uma decisão: confiscou todos os presentes que o casal recebeu num valor equivalente a R$ 31 mil para transferir para a família da vítima do acidente. Os presentes foram dados como forma de créditos para compras em loja de Brasília/DF. O valor está muito longe da multa da indenização, mas já ajudará.

A noiva recorreu da decisão, afirmando que a festa foi paga pelo pai e que tudo pertence a ela, mas o juiz disse que não há como diferenciar de quem são os presentes, pois os convidados dão presentes para o casal e não para o noivo ou a noiva em específico.

O advogado da noiva, Alexandre Jorge, alegou que na época do acidente, há oito anos, ela não conhecia o marido e que metade dos presentes deveriam ficar com ela.

Publicidade

Alexandre Jorge ainda citou que a mulher está sofrendo uma exposição de sua intimidade sem ela não ter nenhum vínculo com o acidente, e lembrou que as coisas tem que ter certo limite, e na lei também é assim.

O juiz responsável pelo bloqueio dos presentes afirmou que Rosmo exibe um alto padrão financeiro e que ele tem condições de ajudar a família da vítima do acidente, sendo que o que ele diz não condiz com o que ele exibe.