A confirmação da queda do avião com a equipe de futebol da Chapecoense, deixou o mundo consternado. O acidente aconteceu na madrugada desta terça-feira (29), na Colômbia.

De acordo com as informações do portal de notícias online do Globo Esporte, o avião que levava a equipe caiu em um 'buraco', em meio a mata fechada, numa região montanhosa, em local de difícil acesso, a aproximadamente 30 km do Aeroporto Internacional José Maria Cordova, de Medellín.

As informações sobre o número de mortos e sobreviventes ainda estão confusas, entretanto as equipes de resgate falam em 75 mortos e 6 feridos. Mas os números podem ser revistos a qualquer momento

Chapecoense sonhava com o título da Copa Sul Americana

A aeronave na qual embarcou a delegação da Chapecoense, jornalistas e convidados, caiu na Colômbia, em uma região conhecida como Antioquia.

Publicidade
Publicidade

A equipe da Chapecoense se tornou o xodó do futebol brasileiro, por causa do excelente desempenho na copa Sul Americana. O time apesar de não ser uma das grandes equipes brasileiras, vinha traçando uma história vitoriosa.

Em maio deste ano, a Chapecoense, faturou o campeonato estadual de futebol, tornando-se o campeão catarinense de 2016.

Na tabela do Brasileirão 2016, a Chapecoense aparece em 9º lugar, a frente de times com tradição, como por exemplo, São Paulo, Fluminense, Cruzeiro, Internacional, entre outros. A equipe realmente estava trilhando um caminho de sucesso.

A equipe de futebol de Santa Catarina, Chapecoense, seguia para a Colômbia para disputar o primeiro jogo da final da Sul Americana, contra o Atlético Nacional, nesta quarta-feira (30).

Infelizmente o voo da morte interrompeu vidas e acabou com o sonho dos jogadores e da torcida de se tornarem campeões da Sul Americana.

Publicidade

Este seria o primeiro título internacional da 'Chape'.

Lista atualizada dos sobreviventes

As autoridades colombianas atualizou a lista de sobreviventes desta tragédia, são eles: a comissária de bordo Ximena Suárez; o técnico da aeronave Erwin Tumiri; o jornalista Rafael Hensel; o jogador Alan Ruschel, o goleiro reserva Jackson Follmann e o zagueiro Neto.

A lista oficial com o nome dos mortos ainda não foi divulgada. Sessenta corpos já foram resgatados, mas ainda existem vítimas presas a fuselagem do avião.

Comoção no mundo

Times de todo o Brasil e do mundo lamentaram a morte precoce dos atletas da Chapecoense. Jogadores e torcedores de equipes do mundo inteiro, prestam homenagens nas redes sociais as vítimas fatais e as suas famílias.

Foi decretado luto oficial no Brasil por três dias. A CBF também decretou luto de sete dias, neste período todas os jogos de futebol estão suspensos.

Vídeo mostra imagens do local do acidente:

ATENÇÃO - Imagens fortes - Vídeo mostra o momento do resgaste do jogador Neto:

#ForçaChape #Acidente aéreo