Embarcar no transporte público do Rio de Janeiro pode causar muitos problemas. Nesta quarta-feira, 02, a imagem forte que pode ser vista na capa dessa reportagem, acabou sendo compartilhada em muitos aplicativos de celular. Ela mostra a agonia sofrida por uma menina, de apenas seis anos. Ela estava em uma plataforma de BRT, no Rio de Janeiro, quando decidiu tentar subir no ônibus que acabara de estacionar. Com a movimentação grande, a garota, que estava acompanhada, caiu no vão entre o ônibus e a estação. O motorista do ônibus, sem saber o que ocorria do lado de fora, seguiu o procedimento e arrancou com o veículo. O resultado foi um trauma que não será esquecido tão cedo pela menina.

Publicidade
Publicidade

Ela teve uma de suas pernas dilacerada. 

De acordo com informações do G1, o portal de notícias da TV Globo, o incidente aconteceu na estação Praça do Carmo, na Vila da Penha. A idade da garota foi confirmada pelo portal. No entanto, para a preservação da menor de idade, não divulgaremos o seu rosto e o nome dela. Não foi informado o parentesco da pessoa que a acompanhava no momento do acidente. Também não foi descrito se houve gritos, antes do motorista dar a partida no ônibus do BRT, uma das grandes marcas dos governos de Eduardo Paes (PMDB) e Luiz Fernando Pezão, o primeiro primeiro e o segundo governador do Rio de Janeiro. O transporte funciona em parceria dos governos. 

A concessionária que administra o transporte, por meio de nota, disse que não foi possível o motorista avistar a menina e que ele também não teria sido avisado de que algo errado estava acontecendo.

Publicidade

Portanto, acabou arrancando com o transporte coletivo.  O controlador de acesso acionou os bombeiros, que levaram a menina ´para o hospital mais próxima. A garota estaria no Getúlio Vargas, especializado em atendimento de emergência. O motorista já prestou depoimento à Polícia Civil. 

O caso gerou revolta nas redes sociais, especialmente porque não é o primeiro do tipo. Muitas pessoas morreram atropeladas durante a implementação do BRT.  #Crime #Investigação Criminal