Depois de Trinta anos sob a liderança do #Pastor José Antônio dos Santos, a Assembleia de Deus no estado de Alagoas depositou toda a esperança em um novo líder, alguém que de fato trouxesse o "Novo" e proporcionasse um tempo de mudança para o ministério. Toda essa expectativa foi depositada em Orisvaldo Nunes, o recém assumido presidente das Assembleias de Deus no estado. Ele assumiu a cadeira de José Antônio dos Santos, o "Zé Neco", como também era chamado depois da sua morte em julho do ano passado. Orisvaldo era o vice-presidente, mas já se preparava para o cargo há anos e tinha o apoio de boa parte dos obreiros e pastores da igreja.

Com a sua ascensão ao poder, ele realmente passou muita segurança e muitos comemoraram a chegada do "novo", apesar de lamentarem a morte do querido "Zé Neco".

Publicidade
Publicidade

No entanto, um ano depois, as mudanças parecem insignificantes frente ao esperado. 

O site O Fuxico Gospel publicou em um de seus artigos uma série de denúncias feitas por um grupo de membros da Assembleia de Deus na cidade de Matriz do Camaragibe, a 76 km de Maceió. Eles denunciaram ao pastor Orisvaldo via WhatsApp, que o novo pastor da cidade estaria sendo um problema para a igreja. Nas conversas, eles relatam que a igreja local está endividada, com o fornecimento de luz cancelado pela companhia energética; falam sobre a compra de um terreno que teve de ser desfeita por falta de pagamento, denunciam que o pastor é arrogante com os membros, entre outros argumentos. Eles pedem a imediata remoção do pastor, mas Orisvaldo insiste em mantê-lo, mesmo sem a provável aceitação de todos. Isso acabou desencadeando uma série de novas denúncias e acusações, na maioria delas, alegando que Orisvaldo está favorecendo pastores amigos e que por isso não está agindo com o rigor que certos casos requerem.

Publicidade

Essa provável postura revela que o homem que havia sido eleito como aquele que traria o "novo", tem sido apenas "Mais do mesmo".

Neste momento, pastores de diversas cidades do interior estão sendo remanejados para outras cidades. Os membros esperam que em 2017, Orisvaldo Nunes comece a mostrar a que veio e satisfaça suas expectativas. #AssembleiadeDeus #Religião