Um assassinato foi registrado na manhã de terça-feira (22), no bar do Patinho, em União do Norte, distrito de Peixoto de Azevedo (MT). A vítima foi identificada como Avelino Silva de Souza, o principal suspeito de ter cometido o assassinato é o filho da vítima. O acusado está foragido da Justiça. De acordo com informações repassadas pela polícia, a vítima estava em um bar quando de repente começou a discutir com a sua esposa e a ameaçar de morte com uma faca.

A esposa da vítima, que não teve seu nome revelado por motivos de segurança pelas autoridades, conseguiu fugir do local e pediu ajuda para o seu filho, relatando que seu esposo estava bêbado com uma faca e lhe ameaçando de morte.

Publicidade
Publicidade

No entanto, o filho da vítima pegou uma espingarda e voltou ao bar junto com a sua mãe. Quando mãe e filho chegaram ao estabelecimento comercial, Avelino Silva estava bastante alterado, já em posse de um revólver calibre 38, que quando viu a esposa e o filho armado não pensou duas vezes e efetuou dois disparos contra os mesmos, porém não acertou nenhum deles.

No entanto, o filho da vítima, que estava armado com espingarda, efetuou cerca de três disparos contra o seu pai, que acertou seu tórax, vindo a cair no chão. Devido a gravidade dos ferimentos, não resistiu e morreu no local. Logo após, o filho da vítima fugiu do local e tomou rumo ignorado. A Polícia Judiciária Civil, a Polícia Militar e a Politec foram acionadas, quando chegaram ao local informado, a vítima já encontrava-se sem vida.

Publicidade

Os policiais fizeram uma ronda na localidade, mas o suspeito não foi encontrado.

No local do #Crime os policiais fizeram as primeiras investigações. O corpo da vítima foi recolhido e encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de Peixoto de Azevedo, passou por exames de micropsia e, logo após, foi liberado para os familiares para o sepultamento. A Polícia Civil de Peixoto de Azevedo abriu um inquérito e o caso está sendo investigado. Até o fechamento desta matéria o acusado de ter cometido o assassinato ainda não foi localizado pelas autoridades. #Investigação Criminal #Casos de polícia