O trágico #Acidente aéreo que ocorreu na Colômbia, na noite desta terça-feira (29), tem mobilizado o Brasil e o mundo em orações pelas vítimas e seus familiares. O avião levava o time de futebol da Chapecoense, do estado de Santa Catarina, para competir na final da Copa Sul-Americana na cidade de Medellín na Colômbia.

O acidente tirou a vida de 75 pessoas, entre jogadores, comissão técnica do time, convidados e 21 profissionais da imprensa. Seis passageiros sobreviveram ao acidente: o zagueiro Hélio Zampier Neto, o lateral Alan Ruschel, o goleiro #Jackson Follmann, além do jornalista Rafael Henzel; e os comissários de bordo Erwin Tumiri e Ximena Suarez.

Publicidade
Publicidade

A repórter do SporTV, Lívia Laranjeira, informou que o goleiro Jackson teve uma perna amputada em decorrência da gravidade do acidente. A família do goleiro, que mora em Boa Vista do Buricá, no Rio Grande do Sul, comemorou o milagre ao saber que o filho querido estava vivo.

Segundo o pai do goleiro, Paulo Follmann, a agonia é grande por não saber as reais condições do filho no hospital, mas sabem que é um milagre de Deus ele ter sobrevivido em um acidente de avião, onde essa probabilidade é quase zero.

A mãe do jogador, Marisa, disse que recebeu a notícia do acidente pela noiva de Jackson e, na hora, o marido entrou em estado de choque e ela também, mas que o coração de mãe não se engana e lá no fundo do coração ela sentia que Deus estava protegendo o filho e que ele estava bem.

O goleiro Jackson era o reserva de Danilo no time, e foi contratado no mês de maio pelo time catarinense para reforçar a equipe no Campeonato Brasileiro.

Publicidade

O acidente aconteceu a poucos quilômetros do destino final, que era o aeroporto em Medellín, por volta da 1h15, no horário de Brasília. O voo partiu de Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia, em uma aeronave fretada da Companhia LaMia. De acordo com as primeiras informações, a causa seria uma pane elétrica, mas somente análises na caixa preta da aeronave e investigações profissionais poderão afirmar a verdadeira causa dessa triste tragédia. #Chapecoense