José Carlos da Silva Passos, vulgo Zé Maria, foi capturado e preso em operação policial especial no Complexo do Alemão, no Rio de Janeiro.

O criminoso que vinha sendo procurado há anos é classificado como um dos mais poderosos fornecedores de drogas e armamento no Estado.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública do Rio de Janeiro, agentes da 45​ª Distrito Policial, juntamente com policiais da área de inteligência do 16º Batalhão da Polícia Militar, de Olaria, foram os responsáveis pela descoberta do paradeiro do procurado, de 31 anos.

A prisão ocorreu na manhã desta segunda-feira (28), e foi comemorada por quebrar o abastecimento dos principais pontos de venda de drogas e de distribuição de armamento e munições.

Publicidade
Publicidade

Zé Maria era conhecido por liderar vários mercados do #Crime. Informações da Polícia Civil dão conta de que ele atuava fortemente não só no Complexo do Alemão, como também nas favelas Cidade de Deus e o Morro da Coréia.

O criminoso, que atuava de forma independente, sem estar atrelado a uma facção criminosa específica, também possuía o controle da distribuição ilícita nos morros da Serrinha e do Dezoito.

Com a sua prisão, as autoridades acreditam que haverá prejuízos ao movimento do tráfico em diversas comunidades. O delegado Fábio Asty, um dos responsáveis pela prisão, explicou que Zé Maria abastecia com drogas e armamento pesado qualquer comunidade que solicitasse seus serviços, situação classificada como incomum. Geralmente, os fornecedores de substâncias ilícitas são fiéis a uma única organização.

Publicidade

Zé Maria conquistou espaço por esse e outros diferenciais. Um deles é que era o único fornecedor de itens considerados mais difíceis de ser encontrados, como, por exemplo, munição para fuzis AK-47.

Por essas características ele gozava de prestígio entre vários traficantes no Rio. Com a prisão do acusado, o delegado espera ter elementos para deflagrar uma segunda fase da operação, cujo objetivo é descobrir a procedência das mercadorias. Embora a polícia não tenha informado ainda valores de faturamento mensal com o esquema criminoso, pode-se considerar que o fornecedor era um dos maiores arrecadadores dessa atividade.

O bandido foi detido em um momento de distração, quando ia para uma a padaria, em uma área chamada de Grota, no Alemão. Policiais de tocaia o surpreenderam, pois sabiam que o criminoso mora perto dali, com a esposa e mais dois filhos.