Um vídeo, publicado no Facebook pela Jornalista Fabíola Gadelha, da TV #Record, está repercutindo nas redes sociais. A publicação exibe um vídeo forte, onde um morador fala que um bandido invadiu sua residência.

O autor do vídeo, diz que é pai de família e trabalhador honesto. Ele conta, que encontrou o meliante dentro de sua casa com uma faca e seus dois filhos, um deles um bebê de 8 meses.

Ele entrou em luta corporal com o suposto bandido e levou uma facada. No entanto, conseguiu tirar a faca do criminoso e depois começou a bater até o suposto ladrão ficar completamente desfigurado e sangrando.

"Se eu não o matei e ainda, vou matar", disse o morador que grava o vídeo.

É possível ver no vídeo a casa cheia de sangue e o morador com o ferimento enrolado em um pano.

Publicidade
Publicidade

“ O bandido conseguiu me furar, mas eu acabei com ele”, disse o pai de família, e explica que foi em legitima defesa que bateu no bandido.

Ele continua filmando com o celular, passa por um corredor cheio de sangue, mostra por onde arrastou o criminoso até a rua. Depois, filma o meliante jogado próximo a sacos de lixo, “fiz isso para defender a minha família e joguei o bandido do lixo, agora ele parece um gatinho assustado, olha como está a cara dele”, diz o pai de família.

O criminoso está extremamente ferido, mas acordado e respirando. É possível ouvir os gemidos de dor. Não existem informações sobre o estado de saúde do meliante. O vídeo já está com mais de 100 mil visualizações nas redes sociais.

Não é de hoje, que aparecem vídeos como esses no Facebook, que incentivam a população a fazer justiça com as próprias mãos.

Publicidade

Na publicação da Jornalista Fabíola Gadelha na rede social, muitos comentários de pessoas falando, que o morador tinha que ter matado o bandido.

Outras pessoas comentaram, na publicação do vídeo, que não se resolve um problema social desrespeitando as leis e cometendo outro crime.

O morador pode responder por lesão corporal e tentativa de assassinato.

Deixe seu comentário, sua opinião é importante para este site. #assalto #Hospital