Um assassinato foi registrado na manhã de sábado (05), na AM-010, próximo ao quilômetro 125, na descida do rio Urubu. A vítima foi identificada como sendo o caseiro Jarlison Amorim de Souza, de 35 anos. O homem foi morto brutalmente com golpes de facão no pescoço. O suspeito do #Crime foi identificado como Herlon, que está foragido da justiça.

De acordo com a esposa de Jarlison, identificada como Vanessa, o seu esposo tinha uma rixa pessoal com o suspeito do crime. Ainda de acordo com a mulher, o acusado estava escondido no matagal que fica próximo da casa da vítima, quando Jarlison saiu de casa para trabalhar, como fazia todos os dias, sendo atacado inesperadamente.

Publicidade
Publicidade

Jarlison estava caminhando por uma trilha no meio do matagal quando Herlon saiu do local onde estava escondido e atacou a vítima com um facão.

O acusado desferiu vários golpes que acertaram o pescoço de Jarlison Amorim. A vítima mesmo ferida ainda tentou escapar correndo de volta para a sua casa. Como os golpes de facão acertaram em cheio o pescoço, o homem logo caiu no chão agonizando até a #Morte.

Segundo a esposa da vítima, o suspeito antes de fugir ainda tentou matar o primo de Jarlison, identificado como Josias, que estava deitado numa rede no quintal da casa do caseiro, mas não conseguiu e saiu correndo com a ferramenta usada para matar o caseiro.

Em seu depoimento para a polícia, a esposa do caseiro disse que sabia da rixa pessoal que a vítima tinha com o acusado, que trabalhava em um sítio próximo, como agricultor.

Publicidade

Conforme consta no seu depoimento, ela não soube explicar qual foi o motivo que gerou a rixa entre os dois, que terminou com a morte do esposo. A polícia foi acionada e os oficiais fizeram buscas na região, mas não conseguiram encontrar o suspeito.

O corpo da vítima foi recolhido e encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML), passou por exames de necropsia e, logo após, foi liberado para os familiares para o sepultamento. A Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) abriu um inquérito e o caso está sendo investigado. Até o fechamento deste artigo o acusado não foi encontrado. #Casos de polícia