Um crime chocante revoltou a população de Feira de Santana, Bahia, que fica a pouco mais de 100 quilômetros de Salvador. Um homem de 33 anos abusou sexualmente das próprias filhas, sendo que elas têm 8, 10 e 11 anos. O estuprador ainda abusou da enteada de 12 anos. A polícia cumpriu o mandado de prisão na última quinta-feira, dia 3, mas a Polícia Civil só divulgou as informações nesta sexta-feira (04).

De acordo com a Polícia Civil, Moisés de Jesus da Silva estuprou as três filhas e também a enteada. Ele mora no bairro Tomba, em Feira de Santana e foi detido pela equipe do Núcleo de Repressão a Crimes Contra a Criança e o Adolescente.

Publicidade
Publicidade

A delegada Milena Calmon, responsável pelo caso, informou que o estuprador já estava com a prisão decretada, mas só na quinta-feira foi efetuada sua prisão. Ele abusava das filhas sempre à noite, dentro da própria casa. Agora ele responderá pelo #Crime de #Estupro de vulnerável e já foi encaminhado ao sistema prisional.

As crianças receberão acompanhamento de uma psicóloga para tentarem se recuperar do trauma.

No Brasil é registrado um estupro a cada 11 minutos

Infelizmente o Brasil continua sendo um recordista no caso de estupros e a cada hora mais de 5 mulheres são violentadas, inclusive jovens e também crianças. Os dados são do 10º Anuário Brasileiro de Segurança Pública. Só no ano passado foram registrados mais de 45 mil novos casos de estupros, sem contar aqueles que acontecem, mas acabam não sendo denunciados.

Publicidade

Apesar de haver uma redução de 10% em relação a 2014, não há motivos para comemorar, uma vez que o estupro tem uma das maiores taxas de subnotificação do mundo, já que boa parte das mulheres violentadas acabam não fazendo o registro de uma ocorrência policial, seja por medo ou algum outro motivo. Estima-se que aqui no Brasil o número de estupros seja pelo menos 10 vezes maior do que apontam os números.

Estudiosos do assunto acreditam que é preciso ter um melhor processo educativo no país, enfrentar o problema de forma integral e aumentar a pena para os estupradores. #Casos de polícia