Neste fim de semana, está acontecendo o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM). O teste é considerado a maior prova coletiva realizada pelos brasileiros e dá acesso às universidades federais além de oferecer bolsas de até 100% em cursos de graduação de diversas universidades particulares. Chegar na hora é um critério imprescindível para não ser desclassificado, porém, todos os anos, milhares de estudantes "magicamente" perdem a hora e são fotografados nos locais de prova em desespero. Neste ano isso não foi diferente.

O "fenômeno" #Atrasados do #ENEM voltou a se repetir. E, com isso, os famosos memes dos estudantes que perderam a prova começaram a bombar na web.

Publicidade
Publicidade

Uma das imagens mais compartilhadas pelo Twitter é a do jovem que desmaiou após ver os portões fechados. Ele, que ainda não foi identificado, tentou lutar contra os seguranças do local e foi ao chão quando percebeu que não adiantaria tentar entrar para responder às questões para ingressar na sonhada faculdade.

O exame é marcado, anualmente, para as 13h, mas nem mesmo o horário à tarde impediu que mais pessoas chegassem após a abertura dos portões. O próprio INEP, que organiza a seleção alertou em diversas publicidades que não seriam admitidos atrasos e da necessidade de estar no local de prova com, pelo menos, trinta minutos de antecedência.

No Rio de Janeiro, os estudantes que foram fazer o ENEM do bairro de Bonsucesso, zona norte da cidade, disseram que o trânsito e a chuva atrapalharam muito sua chegada.

Publicidade

Veja o vídeo com o momento em que os portões foram fechados. Candidatos a universitários tiveram que correr muito para conseguir alcançar o local. Mães, pais e outros curiosos ficaram na porta dando apoio e esperando os "atrasados.

Carlos Eduardo Alves tem 23 anos de idade e quer usar o ENEM para cursar graduação em uma universidade federal. Esta é a segunda vez que ele tenta fazer a prova. Contudo, por causa de dois minutos, terá que fazer o exame em 2017.

"Dois ônibus passaram direto. Eu saí 10h30 de casa", disse o morador da Pavuna, bairro do subúrbio do Rio de Janeiro.

Na internet, muitos internautas debocharam dos estudantes atrasados. Veja.

#fotos