Na madrugada desta terça-feira, dia 22, aconteceu um caso terrível na cidade de Cuiabá, mais precisamente no bairro de Duque de Caxias.

Para preservar a identidade da vítima, que tem 26 anos, seu nome não foi divulgado.

O que aconteceu?

Eram quatro horas da manhã desta terça-feira, dia 22 de novembro, quando um #Crime terrível aconteceu. A vítima dormia em seu quarto na companhia de sua mãe, quando acordou assustada com a presença de um homem. Com uma faca na mão, ele ameaçou a vida das duas presentes na casa e mandou que elas "ficassem quietas". Ele estava com uma blusa cobrindo grande parte do rosto afim de que não fosse identificado.

Publicidade
Publicidade

Então, ele estuprou a jovem.

O agressor ainda ordenou que a mãe colocasse a colcha para cobrir o próprio rosto e continuou agredindo a vítima. Todo o tempo ele dizia que mataria tanto a mãe, quanto a filha.

Durante aproximadamente 20 minutos, o criminoso agrediu a jovem. Porém, em um ato de coragem a mãe da vítima atacou o agressor e conseguiu pegar a faca. As duas começaram a gritar pedindo socorro, mas o estuprador fugiu sem deixar rastros.

Logo em seguida, a jovem e a mãe foram ao departamento de polícia, localizado na Av. Lavapés, para buscar ajuda e relatar o ocorrido. Os policiais acionaram o SAMU, que prestou todos os socorros à jovem, esta foi então levada a um hospital local para ingerir coquetéis de medicamentos para não contrair possíveis DSTs (doenças sexualmente transmissíveis).

Publicidade

No IML a vítima fez corpo de delito e foi levada à Delegacia da Mulher de Cuiabá, onde fez o B.O (Boletim de Ocorrência).

A polícia ainda está em busca do agressor, que está foragido.

Na cidade já aconteceram dois casos como estes: Uma mulher de 36 anos andava na rua às 7 horas da manhã, quando foi agredida sexualmente. A outra vítima tem de 39 anos e foi violentada também de manhã, logo após levar a filha ao colégio.

Os policiais responsáveis pela Delegacia da Mulher da cidade estão investigando todos estes casos, que podem ter o mesmo autor, ou seja, o mesmo homem pode ter cometido os três crimes. #agressão #Estupro