Neste sábado, 26, uma página do Facebook publico imagens de um suposto criminoso sendo limpo por agentes da lei. De acordo com as informações iniciais, o homem, que não teve identidade revelada, seria um ladrão. Em um vídeo, ele aparece algemado depois de demonstrar alguma coragem a praticar um #Crime, mas ter se assustado com a chegada dos policiais. Ao ver a PM, o meliante que teria perdido sua coragem, defecou em sua própria bermuda. Sabendo do mau cheiro e que a situação causaria uma tremenda sujeira na viatura, policiais teriam pedido a ajuda de moradores da região onde o incidente aconteceu afim de solucionar aquele problema bem sujo.

Um morador, feliz com a ação dos representantes da lei, trouxe uma mangueira.

Publicidade
Publicidade

Com o acessório, ele aparece nas imagens jogando água na parte de trás do homem que estaria a ser levado para a delegacia. O morador, que não chega a mostrar o rosto, apenas orienta que o ladrão passe a mão em seu bumbum para se limpar. Mesmo com algemas, demonstrando alguma dificuldade, ele consegue realizar tamanho feito. Não se sabe quando e onde o vídeo foi gravado, mas situações bizarras como essa são rotina de policiais no Brasil e em outras parte deste mundo enorme, provando que o dia a deles não é tão fácil como algumas pessoas pensam.

Não se sabe o nome do suposto ladrão, nem o que aconteceu com ele depois. Mesmo assim, pelo ineditismo da situação, ela acabou ganhando muito destaque nas redes sociais. Muita gente zombou do homem pelo seu nervosismo ao ser preso. "Ladrão cag**, quando vai roubar um trabalhador são todos cheios de marra, era pra fazer ele acompanhar a viatura do lado de fora", sugeriu um internauta denotando nenhuma simpatia com o problema escatológico do meliante.

Publicidade

"Coitado dos policiais e da viatura, vai ficar um fedor", lembrou outro. As imagens rapidamente atingiram dezenas de milhares de exibições no Facebook.

Veja abaixo o vídeo que mostra o vexame que este criminoso acabou pagando. Não esqueça e comentar e compartilhar esta história.