Neste fim de semana, o programa 'Operação de Risco', exibido pela RedeTV!, mostrou um caso curioso. Um criminoso, que realizava várias atitudes contrárias à nossa constituição, acabou sendo flagrado por policiais. Ele havia acabado de roubar uma motocicleta de uma jovem de vinte anos. O caso teria ocorrido no Nordeste, mas o nome do meliante ainda não foi revelado. O que o ladrão não esperava é que aquele dia seria o último de sua saga de roubos. Isso porque, ao ser abordado por um policial, ele exibiu sua identidade, dizendo que não poderia ser preso por ter menos de dezoito anos.

De fato, pela legislação brasileira, não é possível colocar um menor infrator na cadeia.

Publicidade
Publicidade

No máximo, ele será fichado e levado para instituições que tem o objetivo de corrigir esse tipo de conduta de quem nem ainda virou adulto, mas que já realizou atos ilegais. Naquele dia, o ladrão "de menor", no entanto, completava mais um ano de vida. Ele acabou indo passar o restante do dia de seu aniversário na prisão. No programa 'Operação de Risco', o policial que acabara de pegar o documento do rapaz em mãos, parecia não acreditar que aquele era realmente um dia especial na vida do assaltante.

O profissional da segurança usa uma das mãos para exibir que não está acontecendo ali uma brincadeira ou pegadinha. Muito pelo contrário, já que em seu poder está um Registro Geral do meliante, também conhecido como documento de identidade. O jovem parece assustado e preocupado por aparentemente ter se esquecido que aquele era o dia de seu aniversário.

Publicidade

Por isso, ele parece pasmo e inquieto com tudo o que acontece. Um outro policial grava a cena, já com o agora ex-de menor algemado. Ele ainda mostra a motocicleta que teria sido furtada naquele dia 'D'.

Não se sabe qual o destino desse jovem e quanto tempo ele passou na cadeia. A reação nas redes sociais, entretanto, foi bastante positiva, demonstrando a revolta que muitas pessoas tem com a falta de pulso forte de muitas de nossas leis. Autoridades discutem há anos reduzir a maioridade penal. #Crime