Um assassinato foi registrado na noite de segunda-feira (7), na rua do Ouro, no sítio Maracujá, em Sama Rio Tinto, na zona norte de Paraíba (PB). A vítima foi identificada como Crislaine, de 20 anos. Nenhum suspeito de ter cometido o #Crime foi preso. Segundo informações repassadas pela polícia, dois indivíduos invadiram o quintal e entraram na casa e assassinaram a vítima com vários tiros na frente de seus três filhos.

De acordo com a polícia, na casa estava a jovem e seus filhos, quando os indivíduos já chegaram e executaram a vítima sem chance de defesa. Logo após cometerem o crime, os autores fugiram do local. O Corpo de Bombeiro foi acionado.

Publicidade
Publicidade

Quando uma equipe de socorristas chegou ao local informado, não puderão fazer nada, a jovem já estava sem vida.

A polícia também foi acionada, esteve na cena do crime e, logo após, fez buscas na região a fim encontrar os suspeitos, mas não teve sucesso. O corpo da vítima foi recolhido e encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de Rio Tinto, passou por exames de necropsia e, logo após, foi liberado para os familiares para o sepultamento.

A Polícia Civil de Rio Tinto abriu um inquérito e já iniciou as investigações para apurar as circunstâncias do assassinato, identificar e prender os suspeitos do crime, que deixou os moradores da pequena cidade de Rio Tinto em estado de choque.

Outro caso aconteceu na quarta-feira (9), quando uma mulher identificada como Maria Eliete Silva, de 24 anos, cometeu suicídio na zona rural de Catolé do Rocha, em Paraíba (PB).

Publicidade

De acordo com o portal 'São Bento Online', o suicídio ocorreu por voltas das 6h, na comunidade Bujari. Segundo testemunhas, Maria Eliete não deixou nada escrito informando qual seria o motivo que levou ela ao suicídio.

A Polícia Militar foi acionada e esteve na cena do crime para fazer os procedimentos necessários. O corpo da vítima foi recolhido e encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML), passou por todos os exames necessários e, logo após, foi liberado para os familiares para o sepultamento. O caso está sendo investigando pela polícia. #Casos de polícia #Morte