Um crime de estupro foi registrado na tarde de quarta-feira (23), no bairro Nova Estância, em Estância Velha (RS). A vítima foi uma mulher de 52 anos, que não teve seu nome revelado por motivos de segurança. Nenhum suspeito de ter cometido o crime foi preso pela polícia. O crime deixou moradores e socorristas revoltados com a crueldade que fizeram com a vítima.

Segundo informações repassadas pela polícia, dois indivíduos ainda não identificados pelas autoridades, invadiram a residência da vítima pela janela por voltas das 14h15min, e surpreenderam a mulher enquanto ela estava trabalhando em uma máquina de costura. Ainda, de acordo com a polícia, a mulher estava só, em sua residência.

Publicidade
Publicidade

No entanto, a vítima foi agarrada, espancada e violentada sexualmente por dois indivíduos, que no momento do crime estavam com seus rostos encapuzados para não serem reconhecidos.

Como se não bastasse ter agredido e violentado sexualmente a senhora, os criminosos ainda introduziram um pedaço de madeira em suas partes íntimas. Logo após cometerem o crime bárbaro, eles fugiram do local tomando rumo ignorado, mas antes de sair da residência, eles deixaram uma faca cravada no pneu de uma motocicleta que estava estacionada na residência. De acordo com a polícia, a mulher conseguiu pedir ajuda para a sua vizinha por meio de uma ligação a cobrar, relatando o que tinha acabado de ser violentada sexualmente por dois criminosos.

Diante do fato, a vizinha chamou outros vizinhos para socorrer a vítima.

Publicidade

Quando eles chegaram na residência da mulher, ela estava pálida, em estado de choque com muita dificuldade de falar. O Corpo de Bombeiros foi acionado. Quando os socorristas chegaram ao local informado, ficaram chocados com tanta crueldade que fizeram com a vítima, ela estava com um pedaço de madeira preso na sua genitália.

Diante da situação, ela foi encaminhada para o hospital para atendimento médico. Conforme a polícia, os criminosos estupraram a mulher, ainda levaram uma quantidade de dinheiro não revelada. A polícia da cidade abriu um inquérito e o caso está sendo investigado. Até o fechamento desta matéria, nenhum suspeito foi preso. #Estupro #Investigação Criminal #Casos de polícia