Recentemente, um vídeo ganhou as redes sociais e deu o que falar. Ele exibe a rotina dos bailes funk Brasil afora. Nas imagens, que alcançaram inacreditáveis mais de um milhão de exibições apenas no Facebook, uma menina, aparentemente maior de idade, mas muito nova, sobe em um palco onde acontece mais uma apresentação do gênero conhecido pelo seu alto grau de sensualidade. Ela é estimulada pelo cantor e seu dançarino, bastante sarado, que participe com eles de um coreografia extremamente inusitada. É provável que ela tenha se arrependido de aceitar o convite, já que o que aconteceria a seguir seria bastante tenso.

Ela, que usa uma saia muito curta, aceita o convite.

Publicidade
Publicidade

Antes de começar a tal dança, a moça até tenta abaixar um pouco a saia, evitando exibir suas vergonhas, mas não tem jeito, ela acaba sendo mostrada para todos que estavam ali. Um dos rapazes pega a mulher pelas pernas, enquanto o cantor encosta o rosto de sua fã na região de seu pênis. Ele faz com que a cara dela fique ali durante vários segundos. Já o dançarino parece praticar uma relação íntima com a mesma durante a dança. As pessoas que veem tudo não ficam chocadas com a cena, diferente dos internautas, que criticaram muito a conduta dos envolvidos, mostrando que nem para todo mundo aquilo é normal. A maioria define a situação como uma humilhação e diz que uma mulher não deveria se sujeitar a isso.

Não se sabe ao certo quando e onde o vídeo foi gravado, apenas que ele viralizou no Facebook recentemente.

Publicidade

Na plateia, muitas pessoas estão com celulares filmando tudo. Isso dificulta tentar descobrir quem teria colocado as cenas na internet. A menina, depois da dança, parece envergonhada. A saia dela está na barriga e ela se levanta apenas utilizando uma calcinha da cor de sua pele. A moça apenas tem tempo de novamente se vestir e, mais tarde, quem sabe, refletir sobre aquilo que estava a rolar no local.

Veja abaixo o vídeo que está provocando enorme revolta nas redes sociais. Não esqueça de comentar no conteúdo.

#Crime #Investigação Criminal