Após investigações da Polícia Civil e do Ministério Público do estado de São Paulo, uma grande operação foi realizada na manhã desta terça-feira, 22 de novembro. Pessoas ligadas a facções criminosas que atuam dentro e fora dos presídios foram presas.

Até o momento foram 42 #presos e entre eles o vice-presidente do Condepe (Conselho Estadual de #Direitos Humanos), Luiz Carlos dos Santos, que foi detido na sua residência na cidade de Cotia no estado de São Paulo.

Luiz Carlos e mais 20 advogados são acusados de movimentar o dinheiro de traficantes em suas contas bancárias, e a fazer uma lista negra da morte, com nomes e endereços de pessoas ligadas a justiça, agentes penitenciários e seus parentes para serem assassinados quando os dirigentes do crime organizado acharem necessário.

Publicidade
Publicidade

A Polícia Civil cumpriu também mandato de busca e apreensão na sede do Condepe onde foram levados objetos, computadores e um notebooks usados pelo vice-presidente da entidade. A investigação do Ministério Público teve início no presídio de segurança máxima de Presidente Prudente na região oeste do estado de São Paulo.

Tudo começou quando um agente penitenciário interceptou uma carta enquanto fazia vistorias nas celas dos presos ainda em 2015. A carta foi encaminhada para os investigadores da Polícia Civil, que deram início às investigações envolvendo uma célula denominada “sintonia das gravatas”, como são chamados os advogados que representam a organização criminosa perante da justiça. Essa célula, foi criada para defender principalmente os líderes da organização criminosa e acabou incluída na facção com funções bem determinadas.

Publicidade

Polêmica com os Direitos Humanos

Existe uma grande polêmica nas redes sociais do Brasil sobre a atuação dos Direitos Humanos, para muitos “os direitos humanos” só defendem bandidos. Esta semana um assunto repercutiu, depois que o deputado federal pelo Rio de Janeiro, #Jair Bolsonaro, gravou e divulgou nas redes sociais um vídeo criticando uma enquete realizada no programa “Encontro com Fátima”.

No vídeo, Bolsonaro critica Fátima Bernardes, pois segundo ele ela estava defendendo direitos humanos para traficantes e bandidos, em vez de defender direitos humanos para o cidadão de bem.

E você, o que acha disso?! Deixe um comentário, sua opinião é importante.