Com a promessa de um treinamento físico personalizado e na esperança de manter o corpo em forma, várias mulheres foram atraídas por um #Personal Trainer e acabaram se tornando vítimas de #Estupro. Saibam mais aqui.

De acordo com o portal de notícias online do jornal O Tempo, um personal trainer usava o Instagram para atrair mulheres para um flat luxuoso localizado no bairro Estoril, na Zona Oeste de Belo Horizonte. De acordo com a polícia o homem é considerado foragido.

Polícia procura personal trainer acusado de estupros

Segundo as informações dadas pela Polícia Civil, nesta quinta-feira (10), o personal trainer foi denunciado por pelo menos dois casos de estupro e com a divulgação do caso, devem aparecer outras vítimas.

Publicidade
Publicidade

O homem convidava as mulheres pelas redes sociais, oferecendo um treinamento físico personalizado, totalmente gratuito. O local dos encontros era em um flat de alto luxo em BH. As duas mulheres vítimas do personal trainer afirmaram que a princípio o convite não levantou nenhum tipo de suspeita.

No último dia 29 de outubro uma mulher foi vítima do personal trainer. De acordo com a vítima ela recebeu o convite para fazer uma aula de Calistenia, uma modalidade que mistura de exercícios abdominais com agachamentos. Embora a prática desta combinação de exercícios seja habitualmente realizada ao ar livre, o personal pediu que a mulher subisse em seu apartamento.

De acordo com a jovem de 23 anos, ao chegar no flat o homem começou a fazer uma avaliação física, pediu que ela levantasse os braços e que se deitasse na cama para realizar algumas abdominais.

Publicidade

Ela achou estranho e disse que tinha um outro compromisso e precisava ir embora, mas já era tarde demais.

O homem se jogou em cima dela e pediu que ela ficasse calma, em seguida ele arrancou o short e a calcinha da jovem. Ele também e despiu e de acordo com a vítima já estava com preservativo no pênis e consumou o ato sexual.

A jovem conseguiu entrar em contato com um amigo que acionou a Polícia Militar que ao chegar no local já não encontrou o personal.

Este caso não foi o único registrado contra o homem que não teve seu nome divulgado, a polícia continua investigando o paradeiro do estuprador. #Casos de polícia