Infelizmente ainda é comum, na atual conjuntura, presenciar ou ficar sabendo de fatos que homens agrediram suas mulheres. Muitos não têm o menor pudor e agridem mulheres em qualquer lugar, sem se preocuparem se alguém está olhando ou o que podem pensar, ou até mesmo fazer. O homem do vídeo em tela, o qual foi publicado no Facebook e amplamente compartilhado nas redes sociais, se enquadra nesse biotipo, contudo, é um belo exemplo de quem nem sempre os "covardões" tiram a melhor nesse tipo de situação.

O fato aconteceu do outro lado da rua de um restaurante, localizado na Estrada Dr. Plínio Casado, bairro Califórnia, em Nova Iguaçu/RJ.

Publicidade
Publicidade

Um homem e uma #Mulher estavam numa intensa discussão quando o homem iniciou as agressões à moça, que, segundo relatos, gritava por socorro. Mas esse rapaz não contava que do outro lado da rua estava almoçando uma policial civil feminina, a qual estava à paisana (não estava em serviço).

Mesmo com a pequena distância, foi perfeitamente possível ouvir os gritos da moça e, mais que depressa, a policial saiu do restaurante já com sua pistola calibre .40 em punho apontada em direção ao suposto agressor, mandando o suspeito atravessar a rua e colocar as mãos na cabeça encostado na parede, dando-lhe voz de prisão.

O homem não pestanejou e seguiu todas às ordens da policial, que pelo o que podemos perceber pelo vídeo, de apenas 52 segundos, estava bastante nervosa com o que acabara de presenciar.

Publicidade

A mulher, que agiu com muito profissionalismo, também chegou a revistar os bolsos da bermuda do agressor e a levantar sua blusa, para se certificar de que ele não portava nenhuma arma.

Logo em seguida, ela pede sua bolsa a uma das pessoas que estavam assistindo àquela cena. Todos que estavam no restaurante e passando pela rua naquele momento ficam bastante curiosos e param pra olhar a cena, inclusive pegando os celulares para filmar tudo. De dentro do vidro do local, uma das clientes filma esse vídeo que podemos assistir na íntegra. Todos ficam perplexos com a coragem e a presteza da policial, que não teve receio em nenhum momento ao entrar no meio da confusão para salvar "a pele" de uma mulher que se encontrava em estado de desespero.

#Apaisana #Casos de polícia