Na tarde do último sábado (05), um policial militar estava trabalhando em um carro Uber quando reagiu a um assalto matando três homens. O caso aconteceu na Cidade Líder, que fica na Zona Leste de #São Paulo. A Polícia Civil encaminhou duas armas para perícia, as mesmas estavam sendo usadas pelos assaltantes. Mágino Alves, que é secretário de Segurança Pública de São Paulo, informou que é nítido na ação do policial, que ele reagiu em legitima defesa ao matar os três rapazes. O caso gerou grande repercussão nas redes sociais, onde o vídeo da reação do policial foi compartilhado milhares de vezes.

Ontem, segunda-feira (07), o Uber divulgou em nota que o policial militar perderá o acesso a plataforma, pois viola os termos do aplicativo.

Publicidade
Publicidade

Segundo o Uber, “é proibido o uso de arma de fogo ou branca a bordo do veículo, seja ela pelo condutor ou passageiro”.

De acordo com o advogado e membro do Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana, Ariel de Castro, o policial se excedeu além da legitima defesa, onde chutou um rapaz já caído e atirou enquanto perseguia um outro que já estava em fuga e não demonstrava mais nenhum risco. Criticou também o fato de o Policial Militar estar trabalhando no Uber, disse que era uma “prática corriqueira” e que iria comprometer depois a sua atuação como policial.

Já o Coronel da PM, José Vicente da Silva, discordou da afirmativa de Ariel de Castro e disse que o policial é treinado para uma rápida reação e que, no momento, existe uma grande tensão no qual ele tem apenas alguns segundos para reagir não podendo perder tempo procurando uma área não letal no indivíduo, pois corre o risco de ser baleado e morto na ação.

Publicidade

Afirmou também que o policial apenas se excedeu ao ter chutado um dos rapazes já baleado no chão e que as imagens deveriam ser realmente investigadas, pois quando o PM perseguiu um dos assaltantes, poderia ter reagido de fato em uma situação de confronto.

Detalhes do ocorrido

Toda a ação foi captada por câmeras de monitoramento e mostra exatamente o momento em que um dos assaltantes desce do carro e aborda o policial, iniciando assim o assalto. Então, o PM reage sacando uma arma e atirando no primeiro assaltante que logo em seguida corre. Após isso, o PM efetua disparos contra os outros dois que ainda estavam dentro do carro, um deles cai baleado no chão e o outro inicia uma fuga a pé pela rua, porém acabou também sendo baleado e morto pelo policial.

Confira as imagens da ação

#Bandidos #Casos de polícia