A sobrinha-neta do ex-presidente da República, José Sarney, foi encontrada morta na noite deste domingo (13). A mulher foi identificada como Mariana Menezes de Araújo e tinha 33 anos. Ela foi encontrada já desfalecida, dentro do seu apartamento que fica localizado em um condomínio fechado no bairro Turu, em São Luís do Maranhão – MA.

A jovem é filha de um político muito conhecido no estado do Maranhão, Sarney Neto. Ele já exerceu mandatos como deputado estadual. De acordo com os primeiros indícios das investigações, tudo indica que a mulher foi assassinada por asfixia. No entanto o laudo da perícia ainda não foi divulgado.

Publicidade
Publicidade

O principal suspeito de cometer o assassinato da sobrinha neta de José Sarney é o próprio cunhado da vítima. O homem acusado de praticar o crime é Lucas Ribeiro Porto. Ele encontra-se à disposição da justiça no Centro de Triagem do Complexo Penitenciário de Pedrinhas. Mariana era casada e deixa duas crianças pequenas.

Velório e sepultamento

A jovem está sendo velada dentro do templo da IBOA - Igreja Batista do Olho d’Água, localizado no bairro Olho d’Agua. O enterro está previsto para acontecer às 16h desta segunda-feira (14), no cemitério Parque da Saudade, em Vinhais.

Entenda o caso

A jovem Mariana foi localizada morta dentro do seu apartamento em São Luís. A mulher ainda foi encaminhada para o hospital, porém foi constatado o óbito na unidade de saúde que prestou o atendimento. Após confirmado o falecimento, o corpo de Mariana foi levado para o IML – Instituto Médico Legal e liberado por volta das 4h da manhã, depois da realização da perícia.

Publicidade

O principal suspeito de cometer o crime é o cunhado Lucas, de 37 anos. O provável autor do crime é marido da irmã de Mariana. Ele foi levado para averiguação na SHPP – Superintendência de Homicídio e Proteção à Pessoa. Após ser ouvido pelas autoridades, o suspeito foi levado para o Centro de Triagem, onde se encontra detido.

Os policiais usaram as câmeras de monitoramento do prédio para confirmar a presença do suspeito do crime no local. A motivação do crime ainda não foi esclarecida. Leonardo Diniz é o delegado responsável pelas investigações do caso. #Investigação Criminal #Casos de polícia #Morte