A cidade de Chapecó está de luto e os torcedores da Chapecoense estão na Arena Condá, com fome, frio, sede, mas firmes na espera pelos corpos, para prestarem suas últimas homenagens. Desde que souberam da queda do avião na Colômbia, ainda no início da manhã desta última terça-feira (29), muitas pessoas foram para o estádio onde deram início a uma vigília.

Muitos torcedores montaram um acampamento no local e aguardam ansiosos pela chegada dos corpos. As autoridades locais permitiram que os torcedores ficassem por lá, pois sabe que é um momento de dor para todos.

Acampados no estacionamento do estádio, muitas pessoas ainda parecem não acreditar no que aconteceu e dizem que não irão embora, pois sempre amaram o clube e sabe o quanto aqueles jogadores se dedicaram para fazer com que o time fosse um dos destaques no cenário nacional.

Publicidade
Publicidade

Uma torcedora que está acampada no Arena Condá disse que não tem como não se comover e que sempre ajudou a organizar as festas para receber o time após cada partida e que agora estava ali não para ajudar na preparação da festa, mas para receber aqueles heróis, que morreram em busca de um título para o clube.

Em Chapecó, a madrugada foi fria, mas a torcida não arredou pé e continuam por lá aguardando. Amigos e familiares levaram comida, cobertores e até colchonetes para eles. Muitos voluntários prepararam cachorro quente e pão com mortadela, que foi servido a todos que estão no estádio. É uma corrente de solidariedade, onde um tenta ajudar o outro a superar o momento difícil.

Alguns torcedores deixaram o estádio somente no momento em que houve uma missa na catedral de Chapecó, às 19 horas desta terça-feira (29) e logo em seguida voltaram para o estádio e lá, cada um presta sua homenagem, seja com orações, fotos, cartazes, lágrimas ou o simples silêncio, que diz tudo.

Publicidade

Devido ao processo de identificação e algumas exigências burocráticas, os corpos das vítimas deverão chegar ao Brasil nos próximos dias e até lá, os torcedores continuarão aguardando no Arena Condá. #Tragédia #Chapecoense #Morte