Neste feriado de finados, quarta-feira (02), um homem de 18 anos ficou entalado em um buraco. O motivo da situação é que ele tentava fugir da cela na qual se encontrava preso, sua ideia foi cavar um buraco usando apenas as mãos. O rapaz é acusado de ter estuprado a própria tia, de 33 anos de idade.

Na delegacia de Nova Ubiratã, cidade de Mato Grosso, aproximadamente 500 km da capital Cuiabá, o rapaz resolveu tirar o vaso sanitário do local e então começar a cavar um buraco. Sua expectativa de fugir da prisão se tornou uma grande frustração quando a fuga o deixou entalado no buraco. 

Violência sexual

O homem foi acusado, pela própria tia, de #Estupro, a mulher contou que estava em seu quarto dormindo quando foi abordada pelo homem que teria amarrado seus pulsos e a ameaçado de morte, em seguida ele começou o ato sexual.

Publicidade
Publicidade

Após a situação, a mulher o denunciou, os dois moravam na mesma casa. 

Para tentar burlar o #Crime, o homem teria arranhado seu peito e teria dito que sua tia foi abusada sexualmente por outra pessoa, mas a mulher confessou que foi ele quem a violentou. A Polícia Militar foi acionada e concluíram que os arranhões em seu peito não passavam de uma mentira para fugir da cadeia. 

Entalado

Quando chegou na delegacia para prestar depoimentos, o homem ficou preso em uma cela, neste momento foi que surgiu a ideia de tirar o vaso sanitário para tentar escapar a qualquer custo. Sem recursos para cavar, ele usou as mãos, retirou o vaso sanitário, e em um canal que passava o esgoto que fica entre a parede da delegacia, ele encontrou um lugar para fugir da detenção.

As consequência dessa situação foram o vazamento de água no local, o rapaz conseguiu entrar no buraco, mas ficou entalado com um pedaço de terra que teria rompido. 

Desesperado, o rapaz clamou por socorro e foi abordado por policiais, sua pernas ficaram presas e isso durou mais que uma hora.

Publicidade

Policiais tiveram que usar uma enxada para tirá-lo dessa situação, ele foi encaminhado para fazer exames e avaliação psicológica, ele também responderá pelo crime de estupro. 

Veja o vídeo que mostra a situação do preso:

 

#Casos de polícia