Uma jovem de 17 anos é a principal suspeita de matar seu namorado com um tiro na cabeça dentro de um #Motel no Interior de São Paulo.

De acordo com o portal de notícias online G1, o crime aconteceu na madrugada deste domingo (27), em um motel na cidade de Penápolis, localizado as margens da rodovia Assis Chateaubriand.

Jovem pode ter matado namorado

Segundo as informações da polícia, a principal suspeita de ter cometido o crime a sangue frio é a namorada do jovem Wender Max Rodrigues, de 20 anos. O jovem levou um disparo na cabeça a queima roupa.

A adolescente prestou depoimento a polícia, ela afirmou que estava no banheiro no momento do disparo e que quando entrou no quarto, encontrou o namorado caído no chão com um tiro na cabeça.

Publicidade
Publicidade

A jovem negou qualquer tipo de participação no crime.

Wender Max, foi socorrido ainda com vida, por uma unidade do Corpo de Bombeiros e encaminhado para o pronto-socorro de Penápolis, o jovem deu entrada no hospital em estado gravíssimo. Depois do primeiro atendimento ele foi transferido para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI), da Santa Casa de Araçatuba (SP), infelizmente o jovem não resistiu e veio a óbito.

Menor foi apreendida

Segundo as investigações, uma camareira do motel, que não foi identificada, relatou para a polícia, que viu a adolescente deixando o quarto com um objeto na mão. A polícia acredita que seja o revólver usado no crime.

Os investigadores fizeram uma varredura nas proximidades do motel e encontraram uma arma que provavelmente foi usada no crime.

A jovem foi apreendida e encaminhada para cadeia feminina de Lavínia (SP), onde vai ficar em uma cela especial.

Publicidade

A garota vai passar por exames residuográficos para verificar se há resíduos de pólvora nas mãos e nas roupas que ela estava usando. Ela será apresentada a Vara da Infância e Juventude nesta segunda-feira (28). A motivação do crime ainda é desconhecida.

Wender deixa uma filha de cinco meses de um outro relacionamento. O enterro do rapaz estava programado para esta segunda-feira.

Equipe de TV sofreu ameaça ao fazer reportagem sobre o crime

Uma equipe da TV TEM, foi ameaçada por um homem que disse ser o proprietário do motel onde aconteceu o assassinato. A reportagem fazia a cobertura do caso, quando o homem visivelmente descontrolado os ameaçou, “Vou buscar você e você na sua casa. Pode filmar, pode botar na televisão, onde for, do jeito que você é homem eu também sou. Vou buscar os dois na casa de vocês".

A reportagem da TV TEM, afirmou que não vai se intimidar com tais ameaças e que continuarão cumprindo com sua obrigação, levando informações úteis a sociedade. #Casos de polícia #Morte