Nesta semana, uma usuária do Facebook identificada como Cristiana May, publicou um vídeo que está gerando muita indignação nas redes sociais. As imagens exibem um senhor se "roçando" em uma colegial. A cena acontece no transporte público. Mesmo tendo mais espaço, o homem que veste uma camisa amarela, continua a encostar na menina, que estranhamente não parece perceber o que muitos internautas chamam de "abuso". O vovô - de aparentes mais de sessenta anos - continua na ação, sem ser incomodado por ninguém, nem mesmo pela pessoa que grava as imagens. Não se sabe se foi a internauta Cristiana quem colocou tudo na web. Certo mesmo é que o conteúdo torno-se mais um viral da internet.

Rapidamente, o vídeo alcançou a marca de mais de cem mil exibições nas redes sociais.

Publicidade
Publicidade

Isso porque a cena, apesar de revoltante, acontece frequentemente no transporte público de todo o país. Em cidades como o Rio de Janeiro e São Paulo, existem até vagões femininos em trens e metrôs, nos quais os homens não são autorizados a entrar. Não se sabe quando e onde o vídeo com o senhor de idade foi gravado. Muita gente lembra que ele poderia estar apenas tentar se equilibrar, enquanto outros notaram movimentos pélvicos com a garotinha, que aparenta ser menor de idade.

"A impressão que deu foi que ela estava anestesiada, com tanta esfregação ela não se mexeu do lugar. Tem que se ligar nesses imundos!", disse uma internauta comentando a falta de ação da garota. Muita gente também defendeu a menina, dizendo que as mulheres acabam ficando cansadas de o tempo todo não terem que solicitarem para não serem abusada.

Publicidade

Pensando nisso, muitas campanhas já foram criadas em todo o Brasil e no mundo, as quais os direitos femininos são defendidos. Neste ano, a campanha contra a chamada "cultura do estupro" tomou conta da internet. Muitas celebridades se envolveram, mas alguns homens acharam tudo meio exagerado. Qual sua opinião sobre tudo isso? Comente.

Veja abaixo o vídeo que está provocando grande indignação na internet:

#Crime