A Polícia Civil encontrou os restos mortais da menina decapitada em Cabo Frio. Maria Luisa Santana Serra tinha apenas 10 anos e estava com a família na #Praia do Forte, quando foi atingida por uma lancha. A #Tragédia aconteceu no último sábado, dia 3 e só agora os restos mortais da garota foram encontrados. O corpo já se encontra no Instituto Médico Legal, em Araruama e agora o perito fará uma minuciosa análise para ver o que mais é possível descobrir.

A família também reconheceu um biquíni que foi encontrado e que pertencia a Maria Luisa. Como um bombeiro postou nas redes sociais um vídeo afirmando que o condutor da lancha estava alcoolizado, a polícia foi atrás do oficial e ele já foi ouvido.

Publicidade
Publicidade

O bombeiro foi encaminhado à delegacia onde viu o vídeo e confirmou que era ele, porém, disse aos policiais que ele não chegou a ter contato com a pessoa que estava conduzindo a lancha no momento do acidente e por isso não tinha como comprovar que ele estava mesmo alcoolizado.

Ainda, de acordo com o bombeiro, o que ele fez foi gravar um vídeo onde estava repassando algumas informações que chegaram para ele e que na hora nem pensou em procurar saber se eram verdadeiras ou não.

Quem estava pilotando a lancha no momento do acidente era o empresário Nostradamus Pereira Coelho. O homem, de 65 anos, até o momento, não apresentou suas testemunhas de defesa.

Até o momento, só foram ouvidos o bombeiro que postou o vídeo, dizendo que o piloto da lancha estava alcoolizado e também os condutores de outras duas embarcações que se envolveram no acidente, além dos banhistas que estavam na banana boat quando a tragédia ocorreu.

Publicidade

O advogado do empresário, que conduzia a lancha, disse que, além dele, na lancha, estava sua família e tinham 3 crianças, sendo que essa já é uma comprovação de que ele não estaria em alta velocidade.

O empresário está sendo acusado de homicídio culposo, que é quando não tem intenção de matar, além de lesão corporal culposa. Nostradamus chegou a ficar uma noite preso, mas já conseguiu que a Justiça lhe concedesse liberdade provisória. #Morte