O combate à dengue em todo o estado de #sergipe não para, e mediante situação, a secretaria municipal de Aracaju implementa ações que possam diminuir ainda mais a presença do vetor em nosso meio. Em parceria com o Ministério Público, o estado está, no dia de hoje, recebendo um veículo de combate ao mosquito Aedes Aegypti. Essa contribuição vem do Ministério da #Saúde e contará com a presença de um dos seus representantes, o senhor Rogério Luiz Zeraik Abdalla.

No momento em que o país comemora o Dia Nacional de Combate ao Mosquito Aedes Aegypti, nesta sexta-feira (2), o estado sergipano interage tendo a capital como ponto de apoio e promove várias atividades.

Publicidade
Publicidade

Segundo informações do G1, a abertura do evento ocorre nesta manhã no colégio estadual Vitória de Santa Maria e tem como uma das metas principais a aquisição de 4 novos carros, para trabalharem nas ações contra os vetores da #Dengue.

O representante da Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde do Ministério da Saúde, o senhor Rogério Luíz Zeraik Abdalla, se fará presente no local. As atividades relacionadas a combate dos vetores terão apoio do Governo Federal, juntamente com a secretaria estadual da Saúde (SES) e a secretaria da Educação (Seed), além da Fundação Estadual de Saúde (Funesa). Serão importantes a coordenação e membros da sala estadual da Situação, e administração municipal de Aracaju, Forças Armadas, Defesa Civil e principalmente, a comunidade conscientização da sua participação.

Publicidade

Com isso, desde a manhã dessa sexta-feira (2), já foram dados os primeiros passos para o combate ao mosquito Aedes Aegypti. Agentes de Endemias (AE) começaram as atividades juntamente com os militares do exército, visitando domicílios e entidade educacionais, além de supermercados, igrejas e todos os possíveis pontos estratégicos, a exemplo de: cemitérios, praças e lugares abandonados.

A todos os lugares levaram a proposta de conscientização referente à conduta preventiva que cada um deve seguir para não deixar que se espalhem as epidemias do mosquito da dengue, Zika e febre chikungunya. Será preciso ficar atento à visita do agente e ajudá-lo na inspeção de todo ambiente, orientando todos os locais das residências que sejam usados como criadouro do mosquito.