Buscando diminuir pela metade os índices de óbitos e feridos nos mais graves acidentes de trânsito em todas as rodovias do estado, o policiamento da Polícia Rodoviária Federal (PRF) deu, início na manhã desta sexta-feira (16), à "Operação Integrada Rodovida Cidades 2016/2017", no Estado de Sergipe. Os trabalhos terão prosseguimento até 5 de março de 2017.

Conforme dados da PRF, as cidades que apresentam maiores riscos de acidentes são Aracaju, Nossa Senhora do Socorro, São Cristóvão, Estância e Itabaiana. As informações são baseadas nos estudos do Núcleo de Acidentes e Medicina Rodoviária da Policia Rodoviária do Estado sergipano.

Publicidade
Publicidade

De acordo com a organização da Operação, não é somente a polícia rodoviária que vai trabalhar nesta ação, que será complementada com a participação de representantes de outros órgãos. O objetivo é atingir mais cidades, mesmo que não passem por elas as BRs federais, a exemplo de Lagarto, Nossa Senhora da Glória e Simão Dias.

Devido a muitos acidentes de trânsito ocorridos em todas as rodovias, acredita-se que haverá um gasto de R$ 12,5 bilhões aos cofres públicos da união. Estudos revelam que os principais fatores causadores de acidentes nas rodovias são velocidade alta, ultrapassagem indevida, excesso de álcool e a não utilização do cinco de segurança, além do uso de celular e o transporte irregular de crianças sem a proteção adequada.

Os órgãos que compõem a equipe de monitoramento das estradas como parceiros da #Polícia Federal são: Polícia Militar, Polícia Civil, Guarda Municipal, Serviços de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), Corpo de Bombeiros, Dnit, ANTT, Detran, SMTT, Ministério Público Estadual, Universidade e Sest/Senat.

Publicidade

Essa não é a primeira ação da Policia Federal que envolve atividades relacionadas às estradas e rodovias federais. No mês passado, a Polícia Federal organizou atividades preventivas, em decorrências dos feriados nacionais e estaduais, abordando locais com maior incidência de acidentes.

Segundo estudos, o que mais chama a atenção nestas ações são o descumprimento das leis de trânsitos e a falta de responsabilidade, muitas vezes, do condutor, que normalmente deveria seguir à risca as regras e cuidados ao conduzir um veículo. Porém, isso não acontece e os infratores acabam colocando tanto suas vidas, quanto as dos motoristas nas estradas que percorrem. #transito #sergipe