O #Crime aconteceu em Itaquaquecetuba, na região metropolitana de São Paulo, uma adolescente de 14 anos, que tem distúrbios mentais, foi sequestrada e abusada, por um de seus vizinhos. A vítima tinha um relacionamento de amizade com a filha do suspeito, que também tem 14 anos. O homem que é pedreiro, usou a própria filha para atrair a adolescente. Ele foi preso em flagrante pela polícia.

A garota de 14 anos, já voltou para casa onde mora com os seus pais, e na medida do possível encontra-se bem. A filha do suspeito recebeu uma proposta do pai, para apresentar a amiga a ele, em troca de ganhar presentes. A adolescente foi levada por duas vezes, na mesma semana, para a casa do suspeito.

Publicidade
Publicidade

Na primeira vez em que o crime aconteceu, a vítima estava em casa, quando a filha do pedreiro chegou, e convidou a amiga para ir com ela a um supermercado próximo. A garota aceitou o convite e saiu em companhia da amiga. No meio do caminho, ela foi levada para uma rua, onde o homem a aguardava. A menina foi deixada pela amiga com o pedreiro, e foi embora. Ele então levou a garota para sua casa.

Quando a mãe da adolescente percebeu que a filha não estava em casa, saiu para procurá-la, e se desesperou ao não encontrá-la. Então ela e o marido foram até uma delegacia em busca de ajuda, pois a filha não costumava sair sai sozinha.

A angústia da família durou por três dias, até a garota retornou para casa. Porém a única informação que o delegado tinha, era que o suspeito possuía uma moto preta, então o delegado ficou aguardando novas informações.

Publicidade

Contudo, após dois dias a adolescente sumiu novamente, e depois de dois dias ela retornou para casa muito assustada. Mesmo diante do trauma, a garota desta vez conseguiu contar tudo para sua mãe. Que imediatamente procurou a polícia e denunciou o homem.

Os polícias foram atrás do suspeito em sua casa, mas ele não estava lá. Então os policiais se dirigiram até o trabalho do pedreiro, onde ele foi autuado em flagrante por cárcere privado, e levado á delegacia. Em depoimento o acusado negou que tivesse violentado a menor. A vítima de 14 anos foi encaminhada ao Instituto Médico Legal (IML), onde realizou exames de corpo e delito, o resultado estará pronto nos próximos dias.

A filha do suspeito, também de 14 anos foi ouvida pela policia, e afirmou que seu pai prometeu lhe presentear caso ela apresentasse a amiga a ele. Ela acrescentou que, além disso, também teria sido ameaçada por ele. #Casos de polícia