Um #Crime de estupro de vulnerável foi registrado na quinta-feira, 01 de dezembro, tendo acontecido na cidade de Coxim, em Mato Grosso do Sul (MS). Dois jovens, de quinze e dezesseis anos, foram presos pela polícia logo após embriagarem e violentarem sexualmente uma criança de dez anos. Segundo o portal ‘Edição de Notícias’, a mãe do menino ligou para a polícia ao perceber a demora do seu filho em voltar para casa. No entanto, ela e seu esposo, que é padrasto da criança, se dividiram e saíram para procurar o garoto, até que um deles encontrou a bicicleta da vítima em frente a uma residência.

Ao entrar na residência, o padrasto se deparou com o seu enteado deitado em cima de uma cama, dopado por bebida alcoólica.

Publicidade
Publicidade

Diante da situação, o menino foi levado às pressas para o Hospital Regional Álvaro Fontoura, onde foi internado em estado grave. De acordo com os médicos, o garoto foi violentado sexualmente e sofreu intoxicação por conta das bebidas ingeridas. Segundo a delegada Silvia Elaine, titular da polícia de Coxim, que esteve no hospital, a vítima disse que só se lembrava que foi obrigado a beber bebidas alcoólicas.

No entanto, uma equipe do Serviço de Investigação Geral (SIG), junto com a perícia foram até à cena do crime e apreenderam duas garrafas de bebida, uma de vodca e outra de cachaça, além de copos, duas camisinhas e uma cueca. A polícia fez uma ronda na região e, após algumas horas, um adolescente de dezesseis anos foi preso pelos policiais e levado para a delegacia, acompanhado da sua mãe, que estava ausente da sua casa no momento que aconteceu o estupro.

Publicidade

Conforme consta em seu depoimento, o acusado disse para a polícia que aproveitou a ausência da sua mãe para estuprar a vítima. Ainda, segundo o acusado, o estupro aconteceu logo após a vítima ser embriagada. O jovem ainda disse para a polícia que teve a participação de um amigo de quinze anos, que também foi preso pela polícia. Já em seu depoimento, o segundo suspeito nega a acusação feita pelo amigo. Segundo ele, foi embora para a sua casa e não teve participação no crime.

Os dois jovens estão presos e responderão por estupro de vulnerável. Já a mãe do jovem de dezesseis anos também será indiciada criminalmente por deixar o seu filho sozinho em casa, com bebida alcoólica ao seu alcance. #Investigação Criminal #Casos de polícia