Para quem pretende seguir uma carreira militar na aeronáutica, como sargento da aeronáutica, surgiu uma nova oportunidade de trabalho. Foi divulgado nesta quarta feira (14), pela Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR), o edital para o exame de admissão ao Estágio de Adaptação à Graduação de Sargento da aeronáutica (EAGS), no ano de 2018.

As vagas serão destinadas a candidatos de ambos os sexos e que atendam às condições e às normas estabelecidas no edital. Os candidatos devem ter idade entre 17 a 25 anos até dezembro de 2018, ter concluído o ensino médio e curso técnico de nível médio. Serão disponibilizadas 173 vagas, de acordo com as especialidades; administração (40), eletricidade (14), pavimentação (8), topografia (8), eletrônica (30), informática (20), enfermagem (45) e obras (8).

Publicidade
Publicidade

O exame terá 6 etapas: prova escrita, inspeção de saúde, exame de aptidão psicológica, teste de avaliação de condicionamento físico, prova prática de especialidade e validação documental.

As inscrições poderão ser feitas pelo site da EEAR, no período de 03 a 31 de janeiro de 2017. A taxa de inscrição é de 60 reais. As provas serão realizadas no dia 9 de abril de 2017, e serão compostas das disciplinas de língua portuguesa e conhecimentos especializados. As provas poderão ser feitas nas cidades de Belém-PA, Recife-PE, Rio de janeiro-RJ, São paulo-SP, Canoas-RS, Brasília-DF, Manaus-AM, Fortaleza-CE, Belo Horizonte-MG, São José dos campos-SP, Campo grande-MS, Santa Maria-RS, Curitiba-PR e Salvador-BA. O curso tem duração de 1 ano e será ministrado sob regime de internato militar na EEAR, em Guaratinguetá-SP.

Publicidade

Após a conclusão do curso, os alunos que concluírem o estágio com aproveitamento serão promovidos para graduação de terceiro sargento da aeronáutica, e serão distribuídos nas organizações militares do comando da aeronáutica em todo o #Brasil. No site da EEAR está disponível as provas dos exames anteriores, que poderão auxiliar os concurseiros no estudo do conteúdo programado.

Para mais informações, clique aqui! #Desemprego