Um vídeo divulgado na internet mostra a briga de duas jovens no bairro Nova Esperança, em Cuiabá, no Mato Grosso. As imagens exibem a sequência de uma briga, que teria sido motivada por uma suposta traição de um rapaz. A traída seria uma jovem de 18 anos, que acabou sendo presa. Ela estava estudando, até que chegou a 'hora do recreio' e decidiu dar uma fugidinha da aula. Nessa saída, ela descobriu que seu namorado estava com outra mulher em um bar. Os dois estavam apenas bebendo juntos, não trocando qualquer gesto de carinho. Mesmo assim, a jovem ficou muito irritada e disse que seu companheira a estava chifrando.

Ela então partiu para cima da outra e as duas rolaram pela areia, barro e lama. A Polícia recebeu a denúncia dos vizinhos. A moça que apanhou não foi presa, já que não teve qualquer reação, a não ser tentar se defender dos tapas que eram dados contra ele.

Publicidade
Publicidade

A polícia confirmou que, no registro de ocorrência, a vítima conta que estava tomando uma "cervejinha", e batendo um papo gostoso com o amigo, quando, de repente, a namorada dele chegou e perdeu as estribeiras. A moça já teria chegado dando golpes fortes, que foram de puxões de cabelos, a murros, chutes e arranhões. A vítima disse que teve que se defender e que, por isso, rolou na areia. Depois de bater muito na outra, a agressora pegou um veículo e fugiu do local, evitando ser presa. No entanto, na madrugada de quinta-feira, 8, a polícia a acordou com uma péssima notícia, ela iria passar alguns dias no xilindró

O rapaz que bebia com a moça que apanhou não prestou qualquer socorro à moça. Vendo que a oficial foi embora de carro, ele abandonou o bar. Não se sabe se ele pagou ou não a conta das cervejas.

Publicidade

Já a vítima das agressões, no entanto, ligou para a Polícia Militar que, acionou uma viatura para atender a ocorrência. A moça que apanhou não quis saber de impunidade. Ela que nega ser amante do rapaz, conta que nem sabia que ele tinha uma namorada. A vítima, inicialmente, foi levada pelos policiais a um hospital, a fim de tratar seus graves ferimentos. Em seguida, ela prestou os seus depoimentos e não poupou ninguém. #Crime