Nessa semana, a história de um menino ganhou o mundo. Johan Alexis Ramirez, de 15 anos, foi uma das pessoas que ajudou no resgate dos sobreviventes da tragédia envolvendo o avião da #Chapecoense. Ele foi o responsável pelo salvamento dos jogadores do time de Santa Catarina. A história dele foi contada já no dia da queda da aeronave da LAMIA, em 29 de novembro. Naquele dia, entretanto, sites diziam que o garoto tinha dez anos. A diferença de cinco anos não diminui o ato heroico do menino, que passou a ser tratado como "anjo" pela imprensa. Com a fama de herói, chegaram também acusações estranhas e especulações sobre o porquê de suas atitudes.

Uma das informações sobre o menino teria sido dada por policiais, que disseram que o garoto teria "fugido" do local da queda.

Publicidade
Publicidade

Na internet, apareceram especulações de que Johan teria problemas com a justiça e que, por isso, teria ido embora assim que viu policiais. A primeira entrevistada dele, dada a um veículo de comunicação colombiano, aumentou ainda mais esse tipo de especulação. Isso porque Johan disse que foi embora para "evitar problemas com a polícia. O pai do menino disse que agentes da lei solicitaram que eles saíssem da montanha, na qual o avião da LAMIA se partiu.

Johan, que indicou o caminho mais rápido aos bombeiros, passou a não ser tão necessário. Segundo o pai dele, Miguel, esse seria o motivo para o garoto ir embora. "Ele sumiu porque um policial nos tirou da área do acidente de um jeito muito rude. Nós saímos e não nos viram mais essa noite", explicou Miguel, que vê o seu filho como um herói.

É assim também que torcedores e jornalistas veem o menino.

Publicidade

Na internet, já há quem faça campanha para que o menino receba algum tipo de prêmio. Johan tem evitado aparecer na mídia, mas sua vida, assim como as das famílias da Chapecoense, já foi completamente mudada. "Este menino é um herói. A gente tem que rezar para que mais jovens sejam assim como ele', disse um internauta que usa no brazão de seu perfl no Facebook, o símbolo do time de Santa Catarina.