Neste sábado, 3, aconteceu o velório coletivo de 50 vítimas da tragédia da #Chapecoense. A cerimônia foi realizada na Arena Condá, no município de Chapecó, em Santa Catarina. Sob uma chuva muito forte, torcedores, amigos, imprensa e familiares acompanharam a cerimônia, que começou com grande atraso. Um momento, entretanto, chamou a atenção de todos. Dona Ilaídes, que no dia anterior virou notícia ao consolar um jornalista do SporTV durante uma entrevista, foi ovacionada por uma multidão. Ela é mãe do goleiro Danilo. O jogador chegou a ser resgatado com vida do local da tragédia, o morro El Gordo, a 38 Km do aeroporto de Medellín, na Colômbia.

Publicidade
Publicidade

No entanto, não resistiu à gravidade dos ferimentos, falecendo no hospital.

Ilaídes, percebendo que estava sendo muito aplaudida, andou em volta de todo o campo, como se fizesse a chamada volta olímpica. Esse gesto é repetido por times após vencerem alguma competição importante. E sobre os gritos de "o campeão voltou", a mãe de Danilo se emocionou e também fez chorar cerca de 19 mil pessoas que estavam nas arquibancadas. Os aviões chegaram ainda cedo ao município de Chapecó. Durante cerca de uma hora, um cortejo levou os cinquenta corpos até a Arena Condá. Mais tarde, os caixões com as vítimas foram colocados sob tendas. Nelas, os familiares dos mortos.

Honras militares foram realizadas a cada um dos mortos. A cerimônia ainda continua na arena. Mais tarde, os caixões serão levados para velórios junto às famílias.

Publicidade

Elas decidirão se cada cerimônia deve ou não ser aberta ao público. Em diversas outras cidades do país, jornalistas que faleceram nessa tragédia também tiveram seus velórios. No Rio de Janeiro, na sede do clube Botafogo, aconteceu o velório dos jornalistas da TV Globo.

Durante a transmissão da emissora carioca, Galvão Bueno, que ficou durante mais de sete horas ao vivo, chegou a chorar em diversos instantes. O narrador, que já transmitiu a despedida de Ayrton Senna, disse que aquele era um dos trabalhos mais difíceis de sua vida.