Assaltantes invadiram o aeroporto de Cangapara, no Munícipio de Floriano, em Piauí, e roubaram dois malotes cheios de dinheiro. O áudio registrado por um dos policiais militares que estava no confronto durante o ocorrido, revelou que a quadrilha organizou tudo de forma minuciosa. Um dos oficiais que realiza a segurança do avião foi baleado.

O policial relatou em áudio que um dia antes da ação, a quadrilha foi ao local instalar dinamites. Eles fizeram buracos e colocaram as bananas de dinamite próximas a uma árvore. Ele conta que se eles tivessem ficado perto dessa área, o plano dos bandidos teria dado certo e a viatura teria explodido com eles todos dentro, os que sobrassem seriam metralhados pelos componentes que estavam no caminhão.

Publicidade
Publicidade

Ele agradece a Deus por estar vivo e diz que foi muita sorte terem saído vivos dessa ação, pela qual ele nunca imaginou passar. Ele afirmou que viu os bandidos antes do tiroteio começar e que o caminhão que estava com parte da quadrilha esperou no local a aeronave pousar.

O policial, que fazia a escolta da Prossegur, disse que o dinheiro chegaria às 10h45 e que eles estavam lá 15 minutos antes. Três minutos depois da chegada deles o caminhão vermelho passou por eles na Rodovia, sendo que ele, mesmo sem desconfiar, olhou bem para o motorista. Ele brinca que o motorista deve ter pensado ao olhar para ele que logo o mataria. Ele afirmou que a superioridade dos bandidos era imensamente maior, tanto em termos de número de pessoas quanto de munição. Eram em torno de 20 homens e armas de grosso calibre.

Publicidade

Quando a aeronave pousou, o caminhão regressou e ganhou reforço de um outro veículo branco. Os bandidos estavam em maior quantidade e armamento muito mais pesado que os policiais. O tiroteio durou cerca de 15 minutos, até que o bando se dividiu e os policiais tiveram que recuar para não serem liquidados.

O Coronel Carlos Augusto, em entrevista ao jornal Notícia da Manhã, afirmou que os policiais estavam preparados para o ocorrido, já que os bandidos conseguiram levar apenas dois dos 12 malotes que eram transportados naquela manhã. O caso ainda está senso investigado.

#Crime #Casos de polícia