Uma pequena cidade do Ceará ainda se recupera do trauma de um assalto à mão armada a um dos mercadinhos da cidade. O caso aconteceu no último dia 22, quinta-feira passada, na cidade de Euzébio, localizada na Região Metropolitana de Fortaleza, a 24 Km da capital.

Com população de apenas 50 mil habitantes, a calmaria de Euzébio foi interrompida com a ação violenta, flagrada por câmeras de segurança do estabelecimento.

Nas imagens, um assaltante aparece entrando às 16h06 no estabelecimento chamado Super Macedo com violência, ameaçando uma cliente com uma arma na cabeça. Ele invade o local e parece também querer pegar um atendente de camiseta azul para fazê-lo de refém.

Publicidade
Publicidade

O funcionário coloca as mãos para cima em sinal de rendimento. O comparsa, de boné verde e segurando um capacete também empunha uma arma e faz ameaças. No fundo do vídeo um pai abraça uma garotinha e ambos ficam imóveis.

Imediatamente os operadores de caixa colocam todo o dinheiro das caixas registradoras em sacos plásticos, conforme determinação dos meliantes. Outros operadores de caixa testemunham a cena e continuam trabalhando visivelmente abalados com a cena.

Os bandidos se alteram e a funcionária de blusa rosa pede calma, mostra as notas sendo retiradas e ensacadas. O outro funcionário se apavora e abaixa para tentar se proteger de algo pior. A refém é libertada, corre e também se esconde.

Um dos assaltantes ordena que a funcionaria pegue o restante do dinheiro e coloque todos em apenas em uma sacola.

Publicidade

A operadora do caixa mais ao fundo também leva o dinheiro até os bandidos. A coleta segue até que eles decidem que já é suficiente e vão embora.

A funcionaria de rosa calmamente anda até o fundo do estabelecimento como que aliviada com o fim da tortura.

Atônito, o pai sai com a filha do marcadinho, mexendo no celular. A essa altura os bandidos provavelmente já tinha fugido de moto. Não há informações se a polícia conseguiu capturá-los.

Embora tenha ocorrido no dia 22, o vídeo foi postado nas redes sociais e no YouTube apenas neste sábado (24).

#Crime #Casos de polícia