Neste fim de semana, um vídeo mostrando um crime ganhou as redes sociais. As cenas teriam acontecido na cidade de Manaus, no Amazonas. No entanto, não é possível dizer em que data tais fatos aconteceram. Uma mulher anda pela calçada, quando ela é surpreendida por dois bandidos, que aparecem montados na garupa de uma motocicleta. Eles estão armados e quase atropelam a vítima, que não oferece resistência. Ela apenas levanta as mãos para o alto e faz o sinal de que está rendida. Enquanto isso, os bandidos roubam os pertences dela, como uma bolsa que ela carregava.

Os bandidos faziam a meia volta na rua, quando um carro com o suposto marido da vítima aparece.

Publicidade
Publicidade

O homem, que seria um policial militar, para o veículo e efetua alguns tiros. Os ladrões acabam caindo da motocicleta, mas conseguem sair correndo. Enquanto isso, a mulher assaltada vai andando devagar até o outro lado da rua, onde pega as coisas que lhe roubaram. O policial corre atrás dos criminosos, que se esconderam em um beco. O que acontece depois disso não dá para saber, pois o vídeo, gravado com câmeras de segurança, chega ao seu fim.

Esse não foi o único vídeo criminal que ganhou as redes neste domingo, 18. Um outro mostrando um homem batendo em uma guarda de trânsito feminina irritou os internautas. A profissional viu o violentador, identificado como Felipe Neder, agredindo sua companheira, a delegada Ana Paula. Ela então ordenou que o carro ficasse parado. A delegada então jogou a chave do veículo para a guarda.

Publicidade

Irritado, ele deu um soco nela, puxou o seu cabelo e começou a chutá-la de forma extremamente violenta.

Não demorou muito para que as imagens atingissem mais de dois milhões de acessos. O homem teria sido levado à uma delegacia da região, uma cidade do interior de Minas Gerais, onde um registro de ocorrência foi realizado. Em seguida, ele foi liberado para continuar a vida normalmente.

Veja abaixo o vídeo que mostra o suposto marido policial militar da vítima que apareceu segundos após o #Crime acontecer:

#Investigação Criminal