Uma bebê de apenas três meses foi internada na tarde do domingo, 12, com inchaço no abdômen. Logo ao dar entrada no hospital, os médicos desconfiaram de algo errado e fizeram um raio x, no qual foram encontrados quatro agulhas no corpo da criança: uma no abdômen e três na cabeça.

O fato ocorreu na cidade de São Pedro de Cipa, a 149 km de Cuiabá, MT. A bebê chegou no hospital da região e foi encaminhada para a Santa Casa da cidade de Rondonópolis, a 318 km de Cuiabá. Após constatar marcas de maus-tratos na bebê, o Conselho Tutelar acionou a Polícia Civil de Jaciara, que logo começou a investigar o caso, e se surpreenderam com tamanha crueldade e barbaridade praticados pelos próprios pais da bebê.

Publicidade
Publicidade

Pais são suspeitos de usar bebê em ritual

Segundo o delegado Marcelo Melo, os pais são os principais suspeitos, porém, ao serem interrogados, negaram a participação, mas fontes concretas confirmaram que os pais foram os autores dos maus-tratos. A mãe é menor, tem 17 anos, foi detida e entregue ao Conselho Tutelar. O pai tem 28 anos, foi preso e deverá responder por homicídio e corrupção de menores, dado que a mãe da bebê é adolescente.

O fato teria ocorrido em troca da quantia de R$ 250,00. Segundo o pai da bebê, eles queriam fazer um ritual de entrega para Deus, porém a criança passou mal e teve que ser levada ao hospital. A mulher que seria a responsável pela inserção das agulhas também foi detida e responderá por homicídio culposo, que é quando não há a intenção de matar.

Uma das agulhas encontrada no corpo da criança foi retirada, porém os médicos não conseguiram retirar as três que estão localizadas na massa encefálica da bebê.

Publicidade

Segundo boletim médico, o estado da bebê é instável. Ela está sendo acompanhada na UTI e fará mais alguns exames. Os médicos só voltarão a tentar retirar as agulhas da cabeça da criança, após uma melhora no quadro da mesma.

O fato revoltou a população de São Pedro de Cipa e chocou as demais regiões de Mato Grosso. Os nomes dos pais da criança não foram revelados para preservação da integridade física dos mesmos. #Crime #Comportamento #Casos de polícia