Um bebê teve o dedo decepado na base por um erro da enfermeira que fazia o atendimento da #criança. A mãe do menino relatou os momentos de terror vividos por eles dentro do #Hospital.

O menino de apenas 11 meses teve o dedinho cortado dentro do Hospital Pequeno Príncipe, localizado dentro do estado do Paraná, na capital Curitiba. A mãe do bebê, Jaqueciane Moraes disse que está muito traumatizada com tudo que aconteceu, pois ela presenciou toda a cena trágica.

O fato aconteceu nesta segunda-feira (12), onde o pequeno estava fazendo um tratamento de uma doença no coração. Kauan sofre de uma síndrome chamada Wolff-Parkinson-White e estava no hospital para fazer o acompanhamento médico.

Publicidade
Publicidade

Entenda o caso

O pequeno Kauan ,teve seu dedo mindinho cortado com uma tesoura pela enfermeira. Segundo a mãe do garotinho, a profissional foi fazer a retirada do cateter. Ela tentou retirar o esparadrapo com a mão, mas sem sucesso resolveu fazer o uso da tesoura e acabou decepando parte do dedo da criança.

Jaqueciane disse que presenciou tudo, no momento o menino ficou gritando de dor. Kauan chorava, se arranhava e gemia de tanta dor devido ao trágico #Acidente. A mãe do bebê disse que depois que conseguiu tranquilizar o filho, foi procurar a enfermeira para poder conversar, mas não encontrou mais a profissional. A direção do hospital informou que a enfermeira havia sido afastada das suas atividades.

O bebê precisou levar alguns pontos e não passará por cirurgia para tentar reconstruir o membro.

Publicidade

Os médicos informaram que o corte foi extremamente profundo, pegando quase todo o dedinho de Kauan. Devido esse fato não foi possível fazer uma reconstrução do dedo e infelizmente o garoto ficara com o membro amputado. Ainda de acordo com Jaqueciane, o filho precisou tomar remédio para conseguir dormir durante a madrugada desta terça-feira (13), pois sentia dores muito fortes.

Desabafo

A mãe do bebê usou suas redes sociais para poder fazer um desabafo sobre a situação. Indignada, Jaqueciane disse que quer justiça, pois a profissional foi negligente. Ela está sendo acompanhada por psicólogos.

Nota da Instituição

O hospital divulgou uma nota lamentando o fato e afirmou estar fazendo a apuração do ocorrido. Enquanto isso, a enfermeira ficará afastada de suas atividades.