O jornalista Roberto Cabrini exibiu neste domingo, 4, um programa especial sobre a tragédia de Medellín, na Colômbia. 71 pessoas faleceram na queda da aeronave que levava o time da #Chapecoense para a final da copa Sul-Americana. Apenas seis são os sobreviventes. Um deles o zagueiro Neto. O atleta foi o último a ser resgatado com vida pelos bombeiros colombianos. Ao mexer nos entulhos da queda do avião da LAMIA, o jornalista do SBT se surpreendeu com um objeto encontrado, uma bíblia. O livro sagrado estava apenas molhado e sujo de terra, mas nenhuma de suas páginas, sequer estava arrancada, encontrando-se completamente intactas.

Ao pegar a Bíblia, Cabrini notou que ela estava aberta no Salmo 63, que fala sobre a entrega da alma do fiel ao todo poderoso.

Publicidade
Publicidade

"Para ver a tua força e a tua glória, como te vi no santuário. Porque a tua benignidade é melhor do que a vida, os meus lábios te louvarão", diz um trecho do Salmo conhecido pelos que creem em Jesus Cristo. O comandante do 'Conexão Repórter' ficou curioso com o que encontrou. Ele então decidiu tentar descobrir de quem era o livro. Para a surpresa dele, a bíblia era do último resgatado pelos bombeiros. Roberto então achou um papel escrito no meio do livro. Ele tinha a letra do jogador e falava da luta de Davi contra os gigantes.

Na primeira página do livro sagrado, Roberto descobriu mais um fato curioso. A bíblia teria sido dada pela mulher do jogador, Simone. Ela é uma fiel evangélica fervorosa. Emocionado, o jornalista que já cobriu guerras, decidiu levar aquele objeto para o seu dono.

Publicidade

Ele encontrou a esposa de Neto, que estava muito emocionada no hospital. Cabrini então questionou se teria feito bem ao devolver o livro sagrado para ela. A esposa do jogador então deu um abraço no comunicador. O gesto de Cabrini teve repercussão em toda a internet. "Parabéns ao jornalista", disse um internauta no Facebook.

Veja abaixo o vídeo que mostra o momento em que o jornalista do SBT encontra uma bíblia no local da tragédia da Chapecoense: